15 de setembro de 2019

Frases da Semana



Transcrevemos a seguir várias frase que marcaram a semana, dentre elas se destacam a preocupação de várias autoridades, políticos e representantes da sociedade civil sobre os recentes ataques a democracia brasileira, com destaque para a fala da Procuradora Geral da República e sua última Sessão do Supremo e o comentário do decano daquela Corte. Confira:

“Permaneçam atentos a todos os sinais de pressão sobre a democracia liberal” RAQUEL DODGE, procuradora-geral da República, fazendo um alerta aos ministros do STF, na sessão de despedida da Corte

“O Ministério Público não serve a pessoas. O Ministério Público não serve a grupos ideológicos, o Ministério Público não se subordina a partidos políticos. O Ministério Público não se curva à onipotência do poder ou aos desejos daqueles que o exercem, não importando a elevadíssima posição que tais autoridades possam ostentar na hierarquia da República” CELSO DE MELO, ministro decano do STF, ao saudar Rachel Dodge, que participou da última sessão no STF como procuradora. Ela deixa o cargo no próximo dia 17

“O governo está defendendo. O ministro está defendendo isso. O ministro defendeu o tempo inteiro” MARCOS CINTRA, ex-secretário da Receita Federal, demitido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, por divulgar projeto de reforma tributária que previa a criação de imposto semelhante à CPMF

“Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos” CARLOS BOLSONARO (PSL-RJ), vereador licenciado e filho do presidente Jair Bolsonaro, em mensagem no Twitter

“É uma declaração que não cabe num país democrático” RODRIGO MAIA (DEM-RJ), presidente da Câmara, que disse preferir não comentar a fala de Carlos Bolsonaro, mas lembrando o que aconteceu na Venezuela

“Não há como aceitar uma família de ditadores. É hora dos democratas do Brasil darem um basta. Chega!” FELIPE SANTA CRUZ, presidente nacional da OAB, reagindo ao post de Carlos Bolsonaro

“Na defesa da democracia, nós vamos tocar fogo na rua” CIRO GOMES (PDT), ex-ministro que foi candidato à Presidência da República, em entrevista à BBC Brasil, sobre a postagem de Carlos Bolsonaro

“Só com a democracia é que podemos ter um país soberano, livre e capaz de produzir políticas sociais e políticas econômicas. É só com democracia! JOÃO DORIA (PSDB), governador de São Paulo, questionado sobre o assunto em coletiva de imprensa

“Agora virei ditador? Pqp!” CARLOS BOLSONARO (PSC-RJ), vereador e filho do presidente da República, reagindo às críticas a sei post

“O que o Carlos Bolsonaro falou não tem nada de mais, ele falou que as coisas na democracia demoram porque tem debate, só isso” EDUARDO BOLSONARO (PSL-SP), deputado federal, saindo em defesa de seu irmão, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), durante sessão na Câmara dos Deputados

“Simplesmente é espantosa... Não há como admitir uma declaração dessas de um político”  WILSON WITZEL (PSC), governador do Rio de Janeiro, sobre o post de Carlos Bolsonaro

“Os Bolsonaro não são apenas uma família desequilibrada. Eles são uma família que desequilibra a República” MARCELO FREIXO (PSL-RJ), deputado federal

“O presidente Jair Bolsonaro, a sua família e alguns em seu entorno já louvaram tantas vezes as ditaduras que ignorar isso é insensatez” MIRIAM LEITÃO, jornalista, em sua coluna no O Globo

“Vivemos no Brasil um tempo de pesadelo. De celebração da violência, da irracionalidade, da tortura, do racismo, do desprezo pela educação, pela ciência e pela cultura” LUIZ CARLOS BRESSER-PEREIRA, professor emérito da Fundação Getulio Vargas, ex-ministro da Fazenda, da Administração e da Reforma do Estado e da Ciência e Tecnologia, em artigo na Folha de S. Paulo

“Relações internacionais não se administram organizando, qualquer que seja o país, concursos de insultos. E é isso que está acontecendo"  JEAN-YVES LE DRIAN, ministro de Relações Exteriores da França, em um programa político divulgado por três veículos de imprensa da França, pronunciando-se sobre as ofensas direcionadas à primeira-dama francesa, Brigitte Macron

“Custa a crer que uma equipe econômica composta de tantos e competentes economistas, que devem conhecer a teoria da tributação, defendam uma barbaridade como a CPMF” MAILSON DA NÓBREGA, economista, ex-ministro da Fazenda, em sua coluna na Veja

“Falhamos na comunicação. Esse é o ponto mais importante” RICARDO SALLES, ministro do Meio Ambiente, em entrevista à Folha de S. Paulo, fazendo a primeira autocrítica em relação à crise ambiental que afetou a imagem do país no exterior “Bolsonaro é o maior resultado da negação da política” LULA, em entrevista ao jornal Le Monde

“Dez mil reais, do meu bolso, pra quem mandar matar esse vagabundo. Ele não merece estar vivo, não” CAPITÃO ASSUMÇÃO (PSL-ES), deputado estadual, durante discurso na Assembleia Legislativa do Espirito Santo, ao oferecer recompensa para quem matasse um homem que matou uma mulher

“Sou governador do estado querendo ser presidente da República” WILSON WITZEL, governador do Rio de Janeiro, em entrevista à jornalista Andreia Sadi, na Globo News

“Onde é que está o golpista? Eu estava ali falando de reatar as relações do governo com o MDB. Cadê o golpe?” MICHEL TEMER, ex-presidente da República, comentando a revelação, feita pela Folha de S. Paulo, de que teve diálogos com o ex-presidente Lula gravados pela PF em meio ao impeachment de Dilma Rousseff

“É muito estranho que somente um pedaço do fato e não sua inteireza tenha sido divulgada à época” GILMAR MENDES, ministro do STF, sobre reportagens da Vaza Jato que revelam diálogos de Lula que contrariam a tese do ex-ministro Sergio Moro de que a nomeação do ex-presidente para ministro seria para obstruir as investigações da Lava Jato

“Há uma palavra que está na base da exploração do meio ambiente: é a corrupção” PAPA FRANCISCO, em coletiva aos jornalistas, ao ser indagado se os governos da da Amazônia estão fazendo o suficiente para proteger a floresta

“O maior problema é ser a única em muitos lugares” ANA CAROLINA DA HORA, estudante de computação, a única negra entre os 350 jovens de vários países selecionados pela Apple para participar da Conferência WWDC18, que oferece a desenvolvedores a oportunidade de aprender a criar novas experiências em plataformas da empresa

“O que as pessoas esperavam? Que eu fosse fazer shows em bares” JEAN WYLLYS, ex-deputado, jornalista, professor e escritor, em entrevista à jornalista Nina Lemos, comentando a repercussão do fato passar esse semestre como professor convidado do Afro-Latin American Research Institute, Instituto Afro Latino, da Universidade de Harvard, nos EUA

“Botaram Lexotan na água do povo. Está todo mundo calado. Nos anos 1960, via muita gente na rua. Chico, Caetano, aquelas composições fortes. Sofreram, claro, por toda a rebeldia. Mas, hoje, está todo mundo com medo de falar. Por isso que uso minha voz, para falar o que se cala” ELZA SOARES, cantora, em entrevista à Folha de S. Paulo

“Pornografia é uma palavra que muita gente não entende direito. Beijar alguém do mesmo sexo não é pornografia. Exibir pistola automática em hospital é” SÉRGIO RODRIGUES, escritor e jornalista, em post publicado no Twitter

“Deveria contratar o prefeito do Rio de Janeiro para promover meu próximo livro” JIM CHEUNG, ilustrador britânico, um dos autores do HQ Vingadores, que sofreu tentativa de censura pelo prefeito do Rio Marcelo Crivella na Bienal do Rio. O livro esgotou após o episódio

“Não é dividir homens e mulheres, mas unir propósitos a partir de uma visão feminina de vida” PRETA GIL, cantora, que vai estrear em São Paulo a peça Mais Preta que Nunca

“Não vai haver nunca uma sociedade sadia se o direito de amar for de alguns e não de todos” IVETE SANGALO, cantora, em defesa da liberdade sexual na festa de 15 anos do Rock in Rio Lisboa

Publicado originalmente no portal O Povo Online

Leia também:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Administração do Blog de Altaneira recomenda:
Leia a postagem antes de comentar;
É livre a manifestação do pensamento desde que não abuse ou desvirtuem os objetivos do Blog.