31 de julho de 2010

Nova pesquisa confirma Dilma à frente de Serra


Pesquisa Ibope divulgada na noite desta sexta-feira (30) mostra a petista Dilma Rousseff cinco pontos à frente do tucano José Serra na disputa pela Presidência. De acordo com o levantamento, encomendado pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo, Dilma tem agora 39%, contra 34% de Serra.

A senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, candidata do PV, aparece com 7% das preferências do eleitorado, no terceiro lugar. Os votos brancos e nulos somam 7% do total. Outros 12% disseram que ainda não sabem em quem vão votar.

Na semana passada, outros dois levantamentos haviam mostrado quadros diferentes. O Vox Populi, divulgado na sexta (23), atribuiu a Dilma 41% das intenções de voto, contra 33% de Serra. Já o Datafolha, que saiu um dia depois, mostrou empate técnico: 37% para o candidato do PSDB e 36% para a petista.

Na pesquisa Ibope de hoje, Plínio Arruda Sampaio (PSOL), José Maria Eymael (PSDC), Ivan Pinheiro (PCB), Levy Fidelix (PRTB), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) não alcançaram nem 1% das intenções de voto.

O instituto ouviu 2.506 pessoas entre os dias 26 e 29 deste mês, e a margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 20809/2010.

Na simulação do segundo turno, o placar seria de 46% a 40% a favor de Dilma. Neste caso, votos brancos e nulos chegam a 6%, e os indecisos são 8%.

O levantamento mostra também que José Serra tem o maior índice de rejeição, de 24%. Outros 19% afirmaram que não votariam em Dilma e 13% não optariam por Marina Silva.
Na última pesquisa Ibope, divulgada no início do mês e encomendada pela Associação Comercial de São Paulo, Serra e Dilma apareciam com 39% das intenções de voto e Marina tinha 10% quando apenas os principais candidatos eram levados em conta.
No cenário que incluía os demais postulantes, como ocorre na pesquisa apresentada hoje, o empate entre a petista e o tucano se repetia, mas em 36%.

Com informações do Portal R7

29 de julho de 2010

Jardim São Vicente, um pedaço de Altaneira em São Paulo

Vista parcial do Jardim São Vicente em Cotia - São Paulo (foto Raimundo Soares Filho)
Localizado às margens da Rodovia Raposo Tavares (Km 26) no Município de Cotia no Estado de São Paulo, o Jardim São Vicente foi fundado no início da década de 80 do século passado.

Os primeiros altaneirenses a se instalar no Bairro foram Geraldinho, Bitu, Armando Batista e Geraldão todos provenientes do Sítio Taboquinha. O craque Zezinho de Batista que residiu por lá no final da década de 80 e ainda hoje é lembrado por suas jogadas e gols no campo de futebol do bairro.

Segundo levantamento realizado por Milton Ferreira, advogado altaneirense, aproximadamente 100 conterrâneos residem atualmente no bairro, dentre eles o boêmio Severino.

A rotina do bairro é muito parecida com a de Altaneira, antes do trabalho todos passam pela padaria e na volta pra casa passam no boteco, no sábado tem o famoso pastel da feira e aos domingos futebol de campo. O time do bairro onde jogam o Dr. Chico Milton e os irmãos Irlando, Orlando e Nego é batizado de Paradão. Armando Batista é o responsável pelas instalações do campo de futebol mantido pela Prefeitura de Cotia.

A política também corre nas veias dos altaneirenses no bairro todos acompanham os fatos e torcem para "tucanos e pés de bois", mas todos votam por lá, pois um altaneirense é suplente de vereador, o nosso amigo João Batista Filho, conhecido por todos por Nego.

Altaneirenses em visita ao bairro é motivo de festa. É tradicional as recepções nas casas de Maria do Carmo de Geraldinho, Corrinha de Irlando e Zuleide de Valter, comida tradicional, churrasco, cerveja gelada e a cachaça do Ceará.

Vejamos algumas fotos da nossa recente visita ao bairro:









11 de julho de 2010

Fiat, a líder de vendas de automóveis no Brasil

Logotipo atual da marca FIAT no Brasil - Foto Divulgação/Wikipédia

FIAT é um dos maiores fabricantes de automóveis do mundo, com sede mundial na cidade de Turim, norte da Itália foi fundada por Giovanni Agnelli, em 11 de julho de 1899. A marca é um acrônimo de “Fabbrica Italiana Automobili Torino” , mas também pode significar "FAÇA-SE" em Latim.

As atividades do grupo eram inicialmente centralizadas na fabricação de automóveis, veículos industriais e máquinas agrícolas. Na primeira década do século XX já fabricava também locomotivas e, com o início da Primeira Guerra Mundial, passou a fabricar ambulâncias e motores para submarinos. Ao longo do tempo, diversificou suas atividades, hoje o grupo atua em vários setores industriais e financeiros. O centro de suas atividades industriais está na Itália, porém atua através de subsidiárias em 61 países.

No Brasil, a Fiat é líder de vendas desde 2003. A empresa chegou ao país nos anos 1970, em uma estratégia de expansão comercial. O país era bem visto devido à possibilidade de expansão do mercado e facilidade para exportação para outros países. A FIAT está instalada desde 1976 em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A fábrica começou a ser construída em 1973, sendo inaugurada três anos depois. O primeiro veículo a sair de suas linhas de montagem foi o Fiat 147. Sua planta de Betim é a maior produtora de veículos do Grupo no mundo.

A FIAT começou a adquirir prestígio no Brasil em meados de 1980 com o lançamento de carros populares como o Uno. Posteriormente, apresentou carros com qualidade e motores superiores, conquistando grande parte do mercado brasileiro de automóveis.

O primeiro logotipo era o nome da marca escrito

As iniciais FIAT foram usadas pela primeira vez na forma distintiva do logotipo em 1901. De 1904 a 1921 o emblema se torna uma forma oval revestida e o nome completo é removido. De 1921 a 1931 o logotipo evoluiu para um círculo decorado com folhas de louro, com as iniciais da marca, variando as cores ao longo do período. A partir de 1931, a empresa começou a usar um único escudo vermelho sem uma coroa de flores com as palavras alongadas. Em 1969 o logotipo "romboide" (como era conhecido internamente) foi introduzido, com as iniciais FIAT escritas em quatro losangos interconectados.

O romboide foi introduzido lentamente durante o início da década de 1970, embora o emblema da FIAT mais antigo do tipo "coroa de louros" tenha sido usado para indicar modelos esportivos, como os modelos 124 Spider, 127 Sport, X1/ 9 e Abarth. Um novo símbolo corporativo baseado no logotipo romboide foi introduzido pela primeira vez em 1983 no Uno, que consistia em cinco barras de cromo inclinadas em um ângulo de 18 graus para espelhar o romboide, que geralmente aparecia em tamanho reduzido no canto da grade.

Em 1999, o logotipo em forma de coroa foi reintroduzido para comemorar o 100º aniversário da empresa. De 2000 a 2003, o antigo logo (romboide) foi colocado na parte traseira do produto e uma nova (que é uma reminiscência de 1929) apareceu na frente. Tinha formato redondo com as folhas de louro em volta e a cor azul de fundo para lembrar as cores dos logotipos vintage. Esse logotipo foi criado para celebrar os 100 anos da Fiat, e foi declarada uma “logo de transição”. Em 26 de outubro de 2006, a direção decidiu mudar o logotipo de novo, a primeira colocação em 2007 foi no Fiat Bravo.

O logotipo posterior lembra os utilizados pelo grupo a partir dos anos 1930 até os anos 1960, com a escrita FIAT em marfim e alongada, aparecendo em um fundo redondo vermelho cromo, os quais são sombreados em uma moldura em volta.

Modelos Fiat atualmente produzidos no Brasil: Fiat Uno, Fiat Palio, Fiat Idea, Fiat Siena, Fiat Bravo, Fiat Linea, Fiat Strada, Fiat Fiorino e Fiat Ducato.

Modelos Antigos produzidos no Brasil:

Fiat 147 - Primeiro carro a álcool fabricado em série em todo o mundo;

Fiat 147 Fiorino - O primeiro carro Pick up da Fiat;

Fiat Elba - O segundo carro Station Wagon da Fiat;

Fiat Marea - O carro de série mais rápido produzido no Brasil até 2007;

Fiat Oggi - O primeiro carro Sedan da Fiat;

Fiat Tempra - Primeiro carro de Luxo da Fiat e também o primeiro carro com motor multiválvulas (16 válvulas) no Brasil;

Fiat Tipo - O Hatchback do Tempra (o primeiro da Fiat);

Fiat Prêmio - O segundo carro Sedan da Fiat;

Fiat Panorama - O primeiro carro Weekend da Fiat;

Fiat Uno Turbo i.e. - Primeiro carro turbo da Fiat;

Fiat Stilo - O terceiro hatchback da Fiat, o primeiro veículo equipado com Dualogic.

Fiat Spazio - O 147 Spazio é uma versão mais "luxuosa" do Fiat 147. Essa versão foi produzida no Brasil entre o final de 1982 e 1984

Fiat Brava - Vendido de 1999- 2003.

 Confira todos os logotipos da Fiat de 1904 até hoje:


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Estamos de Férias.


Raimundo Soares Filho chegando ao Rio (foto Alana Maria Soares)


Pedimos desculpas pela não atualização do Blog, pois depois de longo período de trabalho estamos de férias.

Lembramos aos amigos que queiram colaborar enviem matérias que postaremos assim que possível.

Um abraço a todos.

5 de julho de 2010

11 gestores de Altaneira na Lista do TCM com contas desaprovadas


O Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM) encaminhou, nesta segunda-feira (5), ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) uma lista com 3.067 gestores municipais que respondem processo por terem contas desaprovadas pelo órgão e podem ficar inelegíveis este ano. A relação de contas avaliadas pelo TCM tem 184 gestores de municípios cearenses.

Em Altaneira, 11 gestores estão na lista do TCM. Dentre eles o atual prefeito Antonio Dorival de Oliveira.

A Procuradoria Regional Eleitoral promete pedir impugnação de todos os candidatos que estão na lista suja do TCM-CE. São atuais e ex-prefeitos, atuais e ex-presidentes de câmaras municipais, vereadores e ex-vereadores, secretários e ex-secretários municipais e ordenadores e ex-ordenadores de despesas que tiveram suas contas desaprovadas nos últimos 14 anos (1996-2009).

Confira a lista de Altaneira:

1 - ANTONIO CARNEIRO ARRAIS

2 - ANTONIO DORIVAL DE OLIVEIRA

3 - FRANCISCA FRANCILANE DE ALCANTARA

4 - JOAO IVAN ALCANTARA

5 - JOSE AILTON NOGUEIRA

6 - MARIA CELIA DE OLIVEIRA

7 - MARIA DAMARES ARRAES

8 - MARIA NUBIA DE OLIVEIRA SILVA

9 - RAIMUNDO ARRAIS DE OLIVEIRA

10 - ROSILENE BITU ALENCAR

11 - WELLINGTON LINS DE ALENCAR

Foto do Dia: O asfalto ficaria melhor aqui


Novo acesso ao Parque de Vaquejada na Rua João Gonçalves, construído em pedra tosca.

4 de julho de 2010

Junior, o cabeleleiro dos Políticos do Cariri


Junior e o Prof. Cunha candidato a Reitor da URCA (foto Raimundo Soares Filho)


Pernambuco de Olinda, José Otaviano da Fonseca Junior, chegou ao Crato em janeiro de 1986, trabalhou no Salão de Corrinha Lavor e posteriormente com Medeiros Cabeleiros.

Em 1987 assumiu o Salão num prédio histórico na Praça da Sé, mas três anos depois o prédio foi demolido para construção da sede do SESC em Crato e Junior passou uma temporada no Beco do Padre Lauro.

Instalado em prédio próprio na Rua Teófilo Siqueira desde 1994 Junior atende a diversos políticos do cariri, consta na sua lista de clientes os atuais prefeitos Antonio Dorival (Altaneira), Evanderto Almeida (Assaré), Edison Afonso (Antonina do Norte), Samuel Alves (Potengi) e João Bosco (Granito-PE)

Os ex-Prefeitos Mago (Altaneira), Iteildo e Gilson (Antonina do Norte), Oliveira (Assaré), Zé Alencar de Alencar (Nova Olinda) e Zé Maia (Santana do Cariri) e Dep. Sineval Roque também são clientes assíduos de Junior.

Junior lamenta o fato do atual Prefeito do Crato Samauel Araripe nunca ter frequentado o seu salão, mas acrescenta no seu rol os candidatos a prefeito André Barreto (Crato) e Delvamberto, a quem apelida de o “rei do trigo” e afirma com certeza que será o futuro prefeito de Altaneira.

Informações: (88) 3521.8816

3 de julho de 2010

O uso irregular das rádios comunitárias no Cariri

No Brasil as concessões de rádio eram distribuídas, muitas vezes, eram distribuídas para pagar acordos políticos, o processo era suspeito e obscuro, poucas famílias de políticos e grandes empresários controlavam as rádios no País. No cariri cearense não era diferente

A partir 1997, as concessões foram submetidas à licitações públicas. Aqueles que estavam habituados a ganhar todas, através de conchavos, acabaram ficando fora do processo transparente, pois não conseguiam competir com os demais.

As concorrências passaram a depender de projetos técnicos rigorosos, além da pontuação técnica de cada concorrente, mas o dinheiro ainda é define a escolha, haja vista vez que uma rádio FM pode custar mais de R$ 100.000,00 só o direito de explorar a concessão, sem contar com os equipamentos que custam outra fortuna.

Surge nesse cenário as rádios comunitárias, inicialmente implantadas nas comunidades de menor poder aquisitivo, mas logo regulamentada pelo Governo Federal que voltou a entregá-las aos seus apaniguados políticos.

As rádios comunitárias funcionam em frequência modulada, com potência reduzida, não devem ultrapassar um quilômetro do local de transmissão. Não podem ter comerciais e a programação deve ser integralmente voltada para aquela comunidade onde está instalada. A publicidade pode, no máximo, ter o caráter de “apoio cultural”, mas não é o que acontece na prática.

Aqui na região do Cariri as comunitárias que alopram nos equipamentos acima das especificações, montam links, fazem programações voltada ao mercado, vendem comerciais e outras barbaridades. O que é mais grave é que essas rádios escondem o caráter obrigatório de identificação de comunitárias. 

Da forma como se apresentam as rádios comunitárias concorrem deslealmente com as rádios comerciais, o que já tem motivado diversas ações judiciais, principalmente no sul do País.

A lei é clara só admite apoio cultural desde que restritos aos estabelecimentos situados na área da comunidade atendida e veda a cessão ou arrendamento de horários de sua programação.

Os dirigentes da Rádio Comunitária Altaneira FM devem ficar atentos para evitar esses erros comuns, que pode, inclusive, prejudicar o bom andamento dos trabalhos.

2 de julho de 2010

Acquário do Ceará deve ser o maior da América Latina


O Governo do Estado anuncia, até a próxima semana, o vencedor da licitação para a construção da primeira fase do Acquario Ceará. De acordo com o titular da Secretaria de Turismo do Estado (Setur), Bismarck Maia, serão destinados R$ 17 milhões para a implantação da estrutura de concreto do prédio (caixa básica), com quatro pavimentos.

"Conseguimos a emissão do alvará da transferência de posse do Dnocs para o Estado", disse o secretário, referindo-se ao terreno onde o equipamento vai ser instalado, que ainda pertencia ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas.

O Acquario Ceará, orçado em US$ 150 milhões, é um dos maiores projetos estruturantes atualmente em curso no Estado. Deve ficar pronto até o fim de 2012, segundo estimativas do secretário.

Ainda de acordo com ele, a assinatura da ordem de serviços para a construção dessa primeira etapa do empreendimento será assinada ainda este mês, assim como de outras importantes obras para o turismo estadual - acesso ao aeroporto, saneamento básico e túneis -, totalizando até R$ 146 milhões.

O equipamento será viabilizado com recursos do Ex-Im Bank (instituição de fomento norte-americana) e contrapartida do Governo do Estado. Segundo informações da Setur, o valor do empréstimo é de US$ 105 milhões e deve estar à disposição do Estado até o fim deste ano, assim como os contratos para a compra de equipamentos, "que devem consumir entre um ano e um ano e meio de instalação". Para a montagem dos equipamentos, será necessária uma licitação internacional.

Ainda conforme a Setur, o Acquario terá 21,5 mil metros quadrados de área construía e tanques com capacidade para 15 milhões de litros de água. Em quatro pavimentos - alvo da primeira fase da licitação - terá áreas de lazer, dois cinemas 4D, simuladores de submarino, equipamentos interativos e túneis submersos que levarão os visitantes ao interior do tanque de animais marinhos. "O Acquario Ceará vai ser uma referência para o turismo do Estado", destacou Bismarck Maia, argumentando que o equipamento vai trazer "turistas de maior poder aquisitivo e nível intelectual".

A previsão é de que receba 1,2 milhão de visitantes por ano, gerando receita de R$ 21,5 milhões. Vai criar 150 empregos diretos, 1.600 indiretos e 18 mil postos na cadeia produtiva.

O secretário frisou ainda que o equipamento tem caráter multi funcional, servindo de suporte para as áreas educacional, científica, turística e de entretenimento no Estado.

"Com o Acquario, o Estado do Ceará ganha um equipamento capaz de se tornar referência em destino qualificado no Brasil e no mundo", reforçou o titular da Setur.

Com informações do Diário do Nordeste

Confira duas fotos da maquete do Acquário do Ceará:

1 de julho de 2010

Pavimentação asfáltica em Altaneira


Asfalto na Av. Santa Tereza (foto João Alves)

Foi iniciada na manhã desta quarta-feira, dia 30 de junho, a pavimentação asfáltica de algumas ruas de nossa cidade. O prefeito Antonio Dorival de Oliveira (PSDB) fiscalizou o início da obra, acompanhado de alguns secretários.

Não foi divulgado o valor da obra, a origem dos recursos, nem tão pouco quais as vias receberão a pavimentação asfáltica.

A obra iniciou na Av. Santa Tereza, na entrada da cidade e seguiu pela rua Apolônio de Oliveira.

A empresa responsável pela obra é a Construtora Coral, que também presta serviços para o Governo do Estado na manutenção e recuperação das rodovias estaduais no Cariri.

Esta é a primeira vez em nossa história que as ruas da cidade recebem pavimentação asfáltica.