9 de abril de 2017

Ciro e Eunício trocam acusações e antecipam debate de 2018

Pedetistas reunidos em Sobral (Foto: Divulgação/PDT)
Grupos políticos adversários no Ceará, liderados pelos irmãos Ferreira Gomes e pelo senador Eunício Oliveira (PMDB), se reuniram na manhã de ontem (08/04), nos municípios de Sobral e Limoeiro do Norte, respectivamente, para debater 2018.

Em tom de campanha presidencial, Ciro Gomes (PDT) voltou a chamar o presidente Michel Temer (PMDB) de "chefe de quadrilha" e acusou a gestão peemedebista de "entreguismo" do patrimônio nacional. Cid Gomes ventilou nomes para concorrer à vaga na Câmara dos Deputados.

Com manifestações de "Fora Temer", o primeiro evento regional do PDT no ano teve a presença do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), do presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque (PDT), e lideranças locais da Zona Norte.

Em Limoeiro do Norte, o encontro reuniu todos os partidos que fazem oposição ao governador Camilo Santana (PT). Durante discurso, Eunício Oliveira (PMDB) criticou ações administrativa do grupo de Cid, como as obras do Acquario, VLT e continuidade da implementação do metrô de Fortaleza.

Chamando Temer de "querido amigo", Eunício falou em "defender os pobres". Com a reforma da previdência aguardando para ser votada no Congresso, o presidente prometeu que "ninguém irá mexer na aposentadoria de trabalhador". Capitão Wagner (PR) e Luiz Pontes participaram do evento.

Com informações O Povo Online