29 de dezembro de 2018

Camilo define equipe econômica; metade do secretariado é confirmada


A três dias da posse, o governador Camilo Santana (PT) definiu os nomes da sua nova equipe econômica. No segundo mandato do petista, Maia Jr. vai comandar a Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE).

Mauro Filho fica com a Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) e a auditora fiscal Fernanda Pacobahyba será a nova chefe da Secretaria da Fazenda. As informações foram antecipadas com exclusividade pelo jornal O POVO.

Dos três, apenas Fernanda é novidade no time do governador. Um dos arquitetos da reforma administrativa que reduziu o número de pastas de 27 para 21 e eliminou cerca de mil cargos comissionados, Maia Jr. é hoje titular da Seplag, enquanto Mauro Filho, eleito deputado federal pelo PDT, capitaneou a Fazenda por quase 12 anos.

Fernanda é oficial militar formada na primeira turma de mulheres da Aeronáutica e auditora dos quadros da Sefaz há uma década.

Dos 21 nomes do primeiro escalão, dez estão confirmados até agora - seis deles apenas ontem. Além dos três secretários ligados à área econômica, o sociólogo Élcio Batista, hoje chefe de gabinete do governador, vai assumir a Casa Civil, que vai abrigar a assessoria especial de Relações Institucionais, órgão com status de secretaria à frente do qual estará Nelson Martins (PT) - o petista ocupa hoje a Casa Civil.

O ex-presidente estadual do PT Francisco de Assis Diniz comandará a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (DAS). Fabiano Piúba (Cultura) deve continuar na pasta. O médico Carlos Alberto Roberto Martins, o Cabeto, confirmou ter aceitado convite do governador para a Secretaria da Saúde.

Em conversa com jornal O POVO, Maia Jr. afirmou que só definirá prioridades do novo cargo a partir do dia 2 de janeiro, após a posse dos secretários, feita no dia anterior em cerimônia no Palácio da Abolição. "É um novo e grande desafio", disse. "Não estava programado nem para ficar no governo."

O tucano vai liderar uma superpasta. No redesenho do segundo governo de Camilo, a SDE incorpora funções que eram também da Secretaria da Agricultura e Pesca.

Futuro secretário do Planejamento, Mauro Filho fixou ao menos três eixos para os trabalhos da pasta a partir do ano que vem. "Nossa prioridade é fortalecer o processo de desenvolvimento econômico do Estado com competitividade; implantar a gestão por resultado no Ceará; e consolidar a informatização dentro do governo, criando uma base de dados consistente".

Sobre a ida para a Seplag, Mauro respondeu que se trata de um novo estágio. "Vamos adequar investimento ao tamanho da receita. Como estive por muito tempo na Sefaz, quero auxiliar também (a nova secretária)", informou.

Com informações portal O Povo Online

Leia também: