27 de dezembro de 2018

Governador Camilo Santana fez última reunião com secretários

Camilo em reunião com os secretários no Palácio da Abolição (Foto: Evilázio Bezerra)
O governador Camilo Santana (PT) reuniu na manhã de ontem (26/12) no Palácio da reuniu os secretários estaduais para apresentação dos resultados obtidos por suas pastas. O jornal O POVO apurou que o clima na reunião além de balanço final, era de confraternização e despedidas.  Os secretários entraram no prédio por um acesso alternativo, evitando a recepção da imprensa. 

Camilo não concedeu entrevistas, como forma de evitar perguntas e especulações sobre os nomes para o novo secretariado. Somente fotógrafos e cinegrafistas tiveram acesso ao salão onde o encontro ocorreu, mas alguns secretários falaram com os jornalistas.

Para o chefe de Gabinete, Élcio Batista, um dos secretários indicados a falar após a reunião com o governador, o Ceará "encerra um ciclo" com resultados a serem comemorados. Foi o que destacou.

"Muito provavelmente, bateremos o recorde de investimentos, desses quatro anos. Mais uma vez, deveremos ser o terceiro maior investidor do País, em termos absolutos, e o primeiro, em termos relativos”, afirmou.

Élcio disse ainda que o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado também deve ficar acima da média brasileira e do Nordeste. Ele considera o resultado um feito, sobretudo quando levado em consideração o cenário encontrado no início do governo, em 2015, em meio à crise econômica, fiscal, moral, ética, hídrica no Ceará e política.

"Hoje, depois de quatros anos, o governador apresenta o Ceará como destaque em educação, saúde, e mesmo com alguns indicadores ruins na segurança, há um bom destaque na segurança, com aquilo que ele conseguiu inovar, mais tecnologia, mais inteligência, mais de nove mil profissionais contratados, o Estado do Ceará se coloca em posição diferenciada com relação ao Brasil", defendeu.

Secretário da Casa Civil, Nelson Martins considera que o balanço positivo tem como maior prova o resultado das eleições, com a reeleição de Camilo, e enalteceu a parceria com os deputados estaduais. Segundo ele, 492 mensagens ou projetos de lei do Executivo foram aprovados na Assembleia Legislativa.

Socorro França, atual secretária da Justiça e Cidadania, vai permanecer no novo Governo de Camilo Santana. Mas, desta vez, ocupando nova função. Ela será a titular da Secretaria de Proteção Social, Justiça e Direitos Humanos do Estado, que surge no lugar da atual pasta do Trabalho e Desenvolvimento Social.

Ao jornal O POVO, Socorro afirmou que as áreas da juventude e da primeira infância serão as prioridades da gestão na pasta. "Foi com muito prazer que eu recebi esse convite, com muita alegria porque o meu perfil sempre foi trabalhar para o outro. Gosto profundamente da defesa comunitária e do trabalho em prol daqueles que necessitam realmente da inclusão social", afirmou.

Sobre o trabalho na Sejus, Socorro destaca reforma e inauguração de unidades e a criação do Fundo Penitenciário Estadual. Para ela, a nova pasta, Secretaria de Administração Penitenciária do Ceará, que será comandada por Mário Albuquerque, terá como principal desafio o controle da superlotação nos presídios.  

Sem confirmação de convite, o titular da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, afirmou que tem "disposição" para continuar à frente da pasta. Ele disse que colocou o nome à disposição do governador e que ainda aguarda uma decisão por parte do chefe do Executivo estadual.

"Não houve conversa, nada ainda. Estamos aguardando a definição por parte do governo, mas continuo no mesmo pique, na mesma disposição para dar continuidade aos projetos", assegurou.

Costa aproveitou para fazer balanço da gestão. Disse que assumiu a pasta em um "momento muito complicado", numa referência à guerra de facções, mas afirmou ter conseguido "reverter a onda" com o aumento e valorização do efetivo, além de investimentos em tecnologia aplicadas à Segurança. Ele citou a redução dos roubos a ônibus, de veículos e cargas,além da queda nos latrocínios.

"São números que a gente ainda não fica satisfeito. São muitas mortes, muitos eventos de roubo, mas eles demonstram que a gente está no caminho certo".

Para 2019, o secretário defende como prioridade a gestão e fiscalização da tropa da Polícia Militar e a industrialização da resolução dos crimes pela Polícia Civil. O percentual de resolubilidade dos homicídios no Estado é de 20%.

A expectativa é que a confirmação do novo secretariado de Camilo seja anunciado até amanhã, 28. O grupo tomará posse já no dia 1º de janeiro

Com informações portal O Povo Online

Leia também: