20 de dezembro de 2018

Vereador denuncia promoção pessoal na Festa do Município e ganha apoio nas redes sociais


O vereador Professor Adeilton (PSD) usou as redes sociais na manhã de ontem (19/12) para denunciar promoção pessoal nos festejos em comemoração ao Dia do Município de Altaneira.

“Quando o interesse pessoal vai além do interesse público” escreveu Adeilton ao compartilhar uma imagem do piso do palco da festa com duas folhas impressas, uma como os nomes das vereadoras Alice, Silvânia e Zuleide e outra com os nomes do prefeito Dariomar Rodrigues (PT) e da secretária de Educação Leocádia Rodrigues. O nome do vereador Devaldo foi escrito posteriormente.

Danyelle Fenelon foi uma das primeiras a comentar a postagem “Me envergonha essa batalha de ego, muitos esperam que a cidade mude, mas na verdade o que precisa mudar são as pessoas!”, Danyelle que a cidade precisa urgentemente de mudança.

A professora Weylla Arrais disse não entender a ausência dos nomes dos vereadores eleitos no palanque do prefeito, como também não entender os nomes dos vereadores eleitos como sendo oposição na relação. “Política pra mim já não é mais uma ciência! É jogo!!”, escreveu

Felipe Lima lembrou que no seu discurso pela manhã o prefeito Dariomar pregou a união, logo a noite mostrou a exclusão! “Difícil de entender”.

Já o empresário Junior Arrais complementou “poder é poder!”, sendo replicado por Felipe na sequência “sei disso, mais não se deve pregar uma coisa e fazer outra. O momento teria que ser de união, afinal Altaneira é maior do quer qualquer outra coisa”.

O professor Landim Junior disse que estranhou o espanto vereador, pois isto sempre aconteceu em administrações passadas, “mudaram apenas os nomes”.

Em resposta a Landim Junior disse que o estranhnhou se deu em virtude do discurso de seu Chico Fenelon, do próprio prefeito, pregando harmonia, união, paz, igualdade, respeito ao povo e a todos... “Se isso ocorria em Administrações anteriores, foram eleitos outros para que essa mudança ocorresse, não para ficarem cometendo os mesmos erros ou as mesmas perseguições. Gentileza gera gentileza”, escreveu.

A vereadora Alice prometeu explicar a situação, mas escreveu apenas que não se trata de querer tirar brilho de ninguém. “não existe nem um santo nem vítima. nessa história... o vereador era nosso líder.... se as pessoas ñ sabe o que acontece nos bestidores da política.. dão opiniões sem saber o que realmente acontece...isso é o pior...” (SIC), comentou a parlamentar.

Já Francelma Bitu foi mais direta “o pior mesmo é explicar o inexplicável”, convidada pela vereador Alice para uma conversar a servidora recusou. “não, já tentaram me explicar e não me convenceram”.

Por sua vez Vanaide Silva disse a exclusão dos nomes dos outros vereadores que também estão contribuindo para a história de Altaneira, não foi “uma simples falha e sim uma vingança de criança escrita a mão por um adulto esquecido”.

Clebinho Silva profetizou: “Altaneira só irá pra frente quando um de nós #pobres assumir a prefeitura. Enquanto isso só lamento”.

Por fim Roberto Vilar lembrou que a festa deveria ser para o povo comemorar os 60 anos da nossa cidade. “como sempre só politicagem, muito bem Professor Francisco Adeilton. Estou contigo”.

A postagem do vereador Adeilton nas redes sociais Facebook e Instagram recebeu o apoio de dezenas de navegantes, mas além da vereadora Alice nenhuma outra autoridade se manifestou.