30 de abril de 2015

Eleição para presidência da UVC reedita disputa na esfera estadual

Quase dois mil integrantes dos legislativos municipais irão eleger hoje o novo presidente da União de Vereadores e Câmaras do Ceará (UVC). 

Sob acusação de servir de palanque à presidência anterior da entidade, a UVC terá uma eleição marcada por queda de braço entre os dois grupos que brigaram pelo Governo do Estado em outubro do ano passado. 

A disputa entre Hérberlh Mota (PSD) e César Veras (Pros) confirma ainda o rompimento do atual comando da entidade com o grupo que levou Audic Mota (PMDB) à liderança da UVC. O peemedebista venceu em 2013 auxiliado pela família do ex-vice-governador Domingos Filho, hoje conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Em 2014, porém, Audic Mota se aliou ao senador e então candidato ao governo Eunício Oliveira (PMDB), conquistando vaga na Assembleia.

Do outro lado, o deputado federal Domingos Neto (Pros) tem articulado aproximações entre integrantes do Pros e do PT para tentar garantir a vitória de César Veras. Hoje, Veras chega à disputa como o candidato do grupo do governador Camilo Santana (PT).

Diretor-financeiro da União de Vereadores, César Veras é crítico de Audic. Segundo ele, enquanto foi presidente da UVC, o peemedebista fez da entidade um “projeto pessoal para se eleger deputado”. Em defesa, o deputado garantiu que defende uma candidatura que tenta evitar “interferências políticas” contra a entidade.

Hérberlh, ocupante da 3ª secretaria da UVC, defende o primo. Segundo ele, Audic “reforçou importantes laços com entidades, sobretudo, de caráter educacional”.

Ao todo, 1.937 vereadores de quase todos os municípios cearenses deverão escolher entre os dois nomes para liderar e entidade no próximo biênio (2015/2017). A votação terá duração de quatro horas (das 10h às 14h), em dez seccionais espalhadas pelo Estado. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) disponibilizará urnas eletrônicas para auxiliar a escolha do novo presidente. O resultado deverá ser conhecido a partir das 15h.

Com informações O Povo Online