14 de fevereiro de 2016

Cúpulas partidárias no Ceará devem mudar com janela

A janela partidária, que será promulgada pelo presidente do senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), na próxima quinta-feira, 18, deverá mudar a configuração política de partidos do Ceará.

A Proposta de Emenda Constitucional para a Reforma Política, cujo artigo dá 30 dias para deputados estaduais, federais e vereadores mudarem de legenda sem risco de perda de mandato, deve emagrecer, por exemplo, o Pros e fortalecer o PDT.


Nessa nova conjuntura política, às vésperas de uma eleição municipal, surge a possibilidade do deputado federal Domingos Neto (PMB) e sua mãe, a prefeita de Tauá, Patrícia Aguiar (PSD), mudarem de filiação e, com isso, promoverem uma troca direta de partido, através da qual manteriam o controle das duas legendas no Estado.

O filho aproveitaria a janela para integrar o PSD e a mãe deixaria o PSD para assumir o PMB no Estado. Já existem conversas nesse sentido entre os presidentes nacionais das duas legendas. “O que ficou decidido com os presidentes é que tudo vai ser feito em acordo entre os dois”, afirmou Neto.

Os dois partidos no Ceará acabaram de formalizar um bloco na Assembleia Legislativa se tornando a segunda maior força na Casa. O controle de ambos sob a mesma família deve garantir mais tempo de TV e força política já nesta eleição.

Vice-líder do governo Camilo na AL, o deputado Júlio César (PMB) afirmou que o bloco deve fortalecer o governo estadual, mas também funciona para ajuda mútua entre deputados no dia-a-dia na Assembleia ou em candidaturas no interior do Estado, na eleição de outubro.

“Nós pretendemos, além de fortalecer o governo, nos fortalecer em nossas bases. Alguns deputados são candidatos a prefeitos em suas cidades. Na medida do possível, um deputado ajudará o outro ou até mesmo no corpo a corpo nos seus municípios”, argumentou o deputado.


Com informações O Povo Online