1 de fevereiro de 2016

A crise volta das férias

Plenário da Câmara Municipal de Altaneira (Foto arquivo do Blog)
Quando velhas e novas crises se somam, a expectativa é de um 2016 conturbado nas casas legislativas (da Câmara Municipal de Altaneira ao Congresso Nacional). A instabilidade, porém, bate com mais força à porta do Governo Federal e não deve esperar o Carnaval passar para acirrar as discussões dos parlamentares com as pendências de 2015 e com os novos temas que entram na pauta. 

Em nível local, as eleições municipais protagonizam os debates, enquanto nacionalmente são os processos do impeachment de Dilma Rousseff (PT) e da cassação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Há ainda a crise econômica que atravessa todas as casas e chega à Câmara dos Deputados com a polêmica proposta de recriação da Contribuição provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF).

Antes dessa discussão, que se desenrola desde o segundo semestre do ano passado, os deputados federais têm de se livrar de outros fantasmas do passado, que devem assombrar o Congresso pelo menos até o meio do ano.

A urgência do governo em resolver sobretudo o impeachment é explicada pela perda de força, admitida até por parlamentares da oposição, que o tema sofreu no recesso. A estratégia dos opositores é estender seu andamento pelo menos até março, quando uma manifestação anti-Dilma já está marcada.

Em entrevista coletiva, o presidente da Câmara afirmou ainda que vai recorrer da decisão do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar de aceitar processo contra ele, alegando “descumprimento de dispositivo regimental”. As manobras praticamente reiniciam os dois processos.

Na Câmara Municipal de Altaneira tem crise econômica, uma vez que a presidente Lélia de Oliveira receberá quase um milhão de reais para administração da Casa, mas tem crise política, principalmente pelos constantes desrespeitos ao Regimento Interno e a Lei Orgânica Municipal.

O vereador Edezyo Jalled (sem partido) retorna ao Legislativo Municipal depois de quatro meses de licença. Os vereadores Antonio Leite (PRB) e Deza Soares (Solidariedade) estudam novas medidas para coibir os desmando da presidente da Casa.

Por outro lado a bancada da oposição deve continuar apoiando a presidente da Casa e tentará concluir os trabalhos da CPI instalada no final do primeiro semestre de 2015.


A primeira Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Altaneira de 2016 será na próxima sexta-feira (05/02).