8 de fevereiro de 2016

Para que servem os grupos do Facebook em Altaneira?

Dentro da série #HistóriaBA, em que são reprisadas as postagens do dia nos últimos cinco anos foi postada na última sexta-feira (05/02) o registro de que o grupo “Altaneira - Ceará” na rede social Facebook superava a marca de 2.000 membros.

Atualmente o grupo possui mais de 4.000 membros, mas praticamente não existem mais debates e poucas postagens recebem curtidas e comentários.

Os blogueiros altaneirenses, administradores dos 10 blogs mais visualizados na cidade, foram convocados a explicar os motivos que afastaram os debates nos grupos do Facebook.

O desportista Humberto Batista, administrador do Blog Esporte é Vida acredita que devido os debates sempre ir pra o lado pessoal evita comentar “acredito que as pessoas tem que saber separar as coisa pra poder ter um comentário bom pro grupo e não ficar lavando roupa suja no debate”.

O professor Paulo Robson também segue a mesma linha de raciocínio aponta o fato de que “os debates quase sempre descambarem para o lado pessoal entre os envolvidos, tornando os assuntos em questão desinteressantes, talvez tenha contribuído também”.

Já professor e vereador Francisco Adeilton disse se torna questionador e inquietante a monotonia no grupo, mas que a política altaneirense se encontra nesse patamar, poucos debates, poucas perspectivas. “O eleitorado altaneirense, em grande parte, se encontra desacreditada com o meio político atual, até parece que com tantas frustrações ou promessas de campanha não cumpridas, trouxe um relaxamento e descrença generalizante, acredito que isso respingou no grupo”.

Para o administrador do Blog A Pedreira, Antonio Junior Carvalho, “Muitos tem medo de se expor nas redes sociais”.

Nicolau Neto do blog Informações em Foco disse que concordo com a maioria dos posicionamentos expostos e  acrescentaria que os grupos já estavam fadados ao fracasso desde o seu nascimento, visto que a grande maioria das discussões que se injeta(ou se injetavam) neles não são (eram) ligados ao universo musical (forró principalmente) ou a algo equivalente a convites de aniversário, etc. “Quando as discussões fogem/fugiam a essa regra testemunhava-se um certo dissabor por parte de 98% dos(as) navegantes. Na verdade, os internautas altaneirenses( peço desculpas se estou sendo duro demais) não estão preparados para discutir assuntos sérios e que interfiram de alguma forma no cotidiano e não é porque levam simplesmente para o lado pessoal ou demonstram descontentamento com a classe política- antes fosse isso - mas porque enxergar além do que olhos vêm é muito difícil”.

Nicolau disse ainda que deixou de publicar nos grupo porque depois dessa constatação.

Afinal, para que servem os grupos do Facebook em Altaneira?