15 de dezembro de 2013

Secretário preocupado com assoreamento do Açude Pajeú

Construído em 1996 o Açude Valério tem capacidade de armazenamento reduzida em 8,8% - foto Ceza Cristóvão
Após levantamento batimétrico realizado no Açude Valério, mais conhecido pela comunidade local como Açude Pajeú, constatou-se que reservatório teve sua capacidade de armazenamento de água reduzida em 178.601m³, o que correspondendo a 8,8% do volume total que era de 2.200.000m³. 

O Secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Ceza Cristóvão, mostrou-se bastante preocupado com a situação, pois segundo os técnicos que realizaram o estudo a redução da capacidade de armazenamento do açude é causada pelo assoreamento das margens do Riacho do Felipe, em virtude do desmatamento sem controle.

A companhia de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Estado do Ceará - COGERH, que faz o monitoramento dos reservatório públicos em todo o estado, aponta que o volume atual do Açude Valério é de 49.27% ou seja, ainda dispomos de quase um milhão de metros cúbicos de água para abastecimento da cidade.

“No próximo mês estaremos nos reunindo com a equipe da COGERH para traçarmos um plano de ação para amenizar os efeitos desse processo, lembrando também que desde a sua construção será a primeira vez que se traça um perfil do açude” disse o Secretário Ceza Cristóvão.

Ceza disse ainda que o estudo será entregue oficialmente na primeira reunião do Comitê de Bacias do Alto Jaguaribe em Iguatu em janeiro de 2014.

Confira outras fotos da atual situação do Açude: