9 de julho de 2014

Dilma lança portal da campanha e fala em expandir a internet para todos

A presidente Dilma Rousseff lançou no último domingo (06/07) o seu site oficial da campanha pela reeleição: www.dilma.com.brNum vídeo de 3 minutos e 26 segundos, a petista fala sobre sua intenção, “em um segundo mandato”, de implantar um programa que promova a “universalização do acesso de todos os brasileiros e brasileiras a um serviço de internet barato, rápido, potente e seguro”. Aí entra num tema polêmico: a participação popular em decisões governamentais. 

Segundo Dilma, a universalização do acesso à web em seu governo permitirá “o uso da internet como ferramenta de educação, lazer e instrumento de participação popular, em especial nas decisões do governo”.

Dilma afirma que a atual “campanha tem que ser a campanha da valorização da política, essa atividade tão importante e, às vezes, tão desacreditada”. Para ela, “essa vai ser uma das campanhas mais politizadas da nossa história”.

No mês de junho de 2014, o governo baixou um decreto criando “conselhos populares” que poderiam opinar nas decisões da administração pública federal. O Congresso reagiu e está para vetar tal medida –que já havia sido excluída do programa oficial de governo de Dilma Rousseff registrado na Justiça Eleitoral.

Agora, o tema volta com uma outra denominação ao propor que a internet seja um “instrumento de participação popular, em especial nas decisões do governo”.

No seu vídeo de apresentação, Dilma começa falando que “é um belo sinal dos tempos que as campanhas brasileiras comecem pela internet. É prova não só de modernidade, como de ampliação dos canais da democracia”.

É uma declaração que embute um certo grau de contradição com o que a equipe da presidente tem dito. Dilma dá sinais de que recusará justamente a participação no único debate eleitoral preparado exclusivamente para a internet, promovido pelo jornal “Folha de S.Paulo” e pelo portal UOL (marcado para o dia 8 de setembro). O mesmo debate pioneiro do qual ela participou em 2010 – o único cujo formato permite convidar apenas os 3 candidatos mais bem colocados nas pesquisas de opinião para que seja realizada, de fato, uma troca de ideias de maneira produtiva.
  
A seguir, a íntegra da fala de Dilma no vídeo de lançamento de seu site de campanha:

“Muito obrigado a você que acessou o nosso site”.

“Vai ser sempre um prazer ter você aqui conosco”.
“É um belo sinal dos tempos que as campanhas brasileiras comecem pela internet. É prova não só de modernidade, como de ampliação dos canais da democracia”.
“Como a presidenta que ajudou a criar o primeiro Marco Civil da Internet no mundo, eu me sinto muito à vontade de encontrar você aqui –neste ambiente tão interativo, tão instigante e motivador”.
“Quero estar sempre aqui, seja deixando mensagens gravadas ou em bate-papos ao vivo. Somos um dos países com mais acessos à internet no mundo, e uma das minhas prioridades, em um segundo, mandato será democratizar ainda mais o uso da internet no Brasil”.
“Durante a campanha, vou poder detalhar minhas propostas nesta área, sendo a principal o ‘projeto banda larga para todos’. A meta principal desse programa é promover a universalização do acesso de todos os brasileiros e brasileiras a um serviço de internet barato, rápido, potente e seguro. Mas ele será muito mais que isso, porque vai estimular também a expansão da infraestrutura de fibras óticas e equipamento de última geração. E o uso da internet como ferramenta de educação, lazer e instrumento de participação popular, em especial nas decisões do governo. Vamos ter tempo suficiente para expor e debater essa proposta”.
“Hoje, eu quero especialmente renovar meu compromisso de fazer uma campanha de alto nível, propositiva e com discussão de ideias. Para mim, essa campanha eleitoral é apenas uma etapa da luta incessante que nós do PT e dos partidos aliados estamos fazendo para mudar para melhor o Brasil. Para transformá-lo a cada dia num país mais justo e de oportunidades para todos. O mais importante é que possamos transformar essa campanha em um grande debate em favor do Brasil”.
“Para mim, essa campanha tem que ser a campanha da valorização da política, essa atividade tão importante e, às vezes, tão desacreditada. Ao contrário do que pensam alguns, acho que essa vai ser uma das campanhas mais politizadas da nossa história. Espero que essa politização se dê em torno da discussão, das grandes reformas que o Brasil precisa fazer para caminhar melhor e mais rápido. Que nos ajude a trazer mais mudanças e mais futuro”.
“Obrigada. E dê uma boa navegada neste site. Ele é muito dinâmico e interessante. Vai nos permitir grandes debates e grandes encontros. Nos vemos em breve”.
Publicado originalmente no Blog do Fernando Rodrigues

Clique aqui e confira o Portal da Dilma