19 de julho de 2014

Eduardo e Marina visitam ExpoCrato

O candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, visitou na noite de ontem a ExpoCrato, acompanhada de sua companheira de chapa Marina Silva e da candidato a governadora pelo seu partido Eliane Novais.

“Sempre vim para a exposição do Crato mesmo sem ser candidato. Desde minha primeira infância que venho para cá. Os outros que estão vindo agora que são candidatos. Vim desta vez para falar sobre o Nordeste, mostrar nossos projetos para a região”, disse.

Campos disse que “vai manter e ampliar” o Bolsa Família e citou ainda outros projetos que pretende estender para a região, como a escola em tempo integral e passe livre para ônibus - esta última uma promessa que se compactuou a realizar em Pernambuco, mas não colocou em prática no período que governou o Estado, de 2007 a 2014.

Acompanhado de sua candidata a vice, Marina Silva, Campos comentou o resultado da última pesquisa Datafolha, que aponta empate entre Dilma e a oposição em um eventual segundo turno.

“A presidente vem em queda. E a oposição clássica está parada. Os institutos de pesquisa, quando analisam os números, claramente apontam que vamos para o segundo turno”, disse.

Segundo o Datafolha, Campos aparece em terceiro lugar na disputa com 8% das intenções de voto, atrás de Aécio (20%) e Dilma (36%). O pessebista preferiu destacar, porém, do seu índice de rejeição - o menor entre os três candidatos, com 12%.

“Sou conhecido por um terço da população e tenho o menor índice (de rejeição). A presidenta é conhecida por 100% da população e tem rejeição de mais de 50% (pelo Datafolha é de 35%). Estamos bem tranquilos. Quem está nervoso é quem está concorrendo com a gente, pois sabem que vamos ganhar a eleição”, comparou.

Com informações O Povo Online