28 de setembro de 2015

De olho em 2016, Roberto Cláudio e mais 65 prefeitos se filiam ao PDT

O prefeito Roberto Cláudio e outros 65 gestores municipais do interior do Estado, além de lideranças que pretendem se candidatar ao executivo na eleição do próximo ano, se filiam hoje ao PDT.

Deputados estaduais, federais e vereadores do Pros, apesar de prestigiarem o evento agendado para a noite de hoje, ainda não devem assinar a ficha de filiação ao partido trabalhista. A ideia do grupo é realizar “um grande evento” em cada ato de filiação. 

O evento contará com as presenças do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, e o presidente estadual da legenda e deputado federal, André Figueiredo. Os irmãos Cid e Ciro Gomes, além de simpatizantes do grupo, também deverão comparecer ao evento de filiação.

Ciro foi o primeiro a ingressar na legenda, no dia 16 de setembro, com status de pré-candidato a presidente na sucessão de Dilma Rousseff (PT). A data de hoje estava agendada para o ingresso do restante dos filiados ao Pros, mas o grupo decidiu fatiar as filiações. Novas datas serão marcadas para a filiação de parlamentares.

Conforme o jornal O POVO apurou, Roberto Claudio ainda não procurou os vereadores do partido na Câmara para discutir a mudança partidária. Há preocupação de aliados se conseguirão se reeleger no novo partido.

O presidente estadual do Pros, Leandro Vasques ainda acredita que nem todos os 65 prefeitos deixem hoje o partido. “Não existe ambiente de hostilidade na atmosfera do Pros que justifique uma debandada geral”.

Vasques afirma que tem procurado dialogar com todos os 119 vereadores da legenda no Estado e prefeitos para evitar a desfiliação em massa. O grande número de filiações de gestores municipais ao PDT no evento de hoje é um movimento natural, na avaliação do presidente. “Essas movimentações de migração de sigla são previsíveis devido a algumas afinidades, questões pessoais de alguns filiados”, diz.

O presidente afirmou ainda que tem recebido dezenas de ligações diárias de lideranças no interior buscando o partido para se lançarem candidatos na eleição municipal do ano que vem. “Assim como novos quadros vão, novos quadros vêm”.

Com informações O Povo Online