13 de maio de 2016

Os herdeiros políticos em Altaneira

Uma “tradição” histórica na política do Ceará e do Brasil, em que as lideranças políticas buscam na própria família os sucessores de seus legados eleitorais, vem sendo adotada nos últimos pleitos em Altaneira.

A primeira tentativa de emplacar um sucessor político em Altaneira aconteceu em 1988, quando o ex-prefeito João Ivan Alcântara lançou seu sobrinho Marques Dorivan de Oliveira candidato a vereador. Dorivan, filho do ex-vereador Olival Furtuoso de Oliveira, apesar de bem votado no primeiro pleito não seguiu na política.

Caso semelhante aconteceu no pleito seguinte com Washington Cesar Fenelon, filho do ex-prefeito Francisco Fenelon Pereira. Cesar foi eleito vereador em 1992 e não disputou a reeleição.

Em 1992 o então prefeito João Ivan Alcântara, elegeu prefeito de Altaneira o pernambucano Edinaldo de Farias Souto, na época esposo de sua sobrinha Roberci-Vania de Oliveira. Foi o primeiro

Albino Alves de Lima foi o terceiro herdeiro político a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal de Altaneira. Albino é filho do ex-vereador Noé Alves de Lima e foi eleito em 1996, 2000 e 2004.

Nas eleições de 2000, mais dois herdeiros políticos ocuparam cadeiras no Legislativo Municipal. Antonio Dorival de Oliveira, filho ex-vereador Olival Furtuoso de Oliveira e sobrinho do ex-prefeito João Ivan Alcântara foi o vereador mais votado naquele pleito. Francisco Claudovino Nogueira Soares, popularmente conhecido como Deza, irmão do ex-vereador e ex-vice-prefeito, Raimundo Nogueira Soares, mais conhecido por Mundim Soares, também eleito vereador. Deza foi reeleito em 2004, 2008 e 2012, mas já anunciou que não disputará pleito deste ano.

Antonio Dorival de Oliveira foi eleito prefeito em 2004 e reeleito em 2008, sucedendo seu tio João Ivan Alcântara no comando do Executivo Municipal.

Em 2008 foi a vez de Genival Ponciano, filho do ex-vereador Severino Ponciano da Silva ser eleito para ocupar a cadeira que foi de seu pai. Genival foi reeleito em 2012 e tentará o terceiro mandato este ano.

Com a cassação do prefeito Dorival em 2011 é realizada eleição suplementar e Joaquim Soares Neto, conhecido popularmente por Delvamberto, é eleito prefeito de Altaneira. Delvamberto é filho do ex-vereador e ex-vice-prefeito, Mundim Soares e sobrinho do Deza.

No pleito de 2012 foi a vez da professora Antonia Zuleide Ferreira de Oliveira Santos, sobrinha dos ex-vereadores João Rufino de Oliveira e Januário Rufino de Oliveira ser eleita vereadora. Alice Gonçalves de Oliveira, esposa do ex-vereador Raimundo Rodrigues da Mota, o Raimundim, também foi eleita no mesmo pleito.

Para este ano está praticamente confirmada a candidatura de Francisco Dariomar Rodrigues Soares como candidato a prefeito pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Dariomar é sobrinho do do ex-vereador e ex-vice-prefeito, Mundim Soares, sobrinho do ex-vereador Deza e primo do atual prefeito Delvamberto.

Pelo lado da oposição cogita-se os nomes Ricardo Arrais e de seu primo Bruno Arrais. Ricardo é sobrinho do ex-vereador Antonio Almeida Arrais, irmão da ex-vereadora Damares Arrais e do ex-vereador José Arrais e cunhado do ex-prefeito Antonio Dorival. Bruno Arrais é filho do ex-prefeito Antonio Dorival e da ex-vereadora Damares Arrais e sobrinho do ex-vereador José Arrais.

Já na Câmara Municipal o único caso que pode ser confirmado de herança política é do vereador Francisco Adeilton da Silva, que se encontra em situação de inelegibilidade, cogita lançar seu irmão Aderson, como candidato a vereador.

Apesar de todos esses casos a maioria dos eleitos em Altaneira não herdou as vagas, muitos galgaram o seu próprio espaço e escreveram seus nomes na história política do Município.

De qualquer forma qualquer do três nomes cogitados para eleição majoritária do pleito de outubro próximo, o eleito será parente de ex-prefeito.

Por outro lado existem os casos daqueles que não conseguiram emplacar seus herdeiros, como é o caso do ex-vereador Januário Rufino de Oliveira que tentou eleger sua filha Maria Célia de Oliveira, mas sem êxito. Célia também é sobrinha do ex-vereador João Rufino de Oliveira.

Antonio Rufino de Oliveira, sobrinho do dos ex-vereadores João Rufino de Oliveira e Januário Rufino de Oliveira e primo do ex-prefeito José Rufino de Oliveira, foi candidato a prefeito em 1988, mas perdeu para o ex-prefeito João Ivan Alcântara.

O ex-prefeito José Rufino de Oliveira foi uma das maiores lideranças das décadas de 60 e 70 no Município, mas não deixou nenhum herdeiro na política altaneirense.

Outro membro da família Rufino que tentou assumiu a cadeira do patriarca Oliveira foi o professor Joaquim Rufino Neto, candidato apontado pelo ex-prefeito Antonio Dorival, derrotado por Delvamberto em 2012.

Apesar de ser o maior vitorioso na história política de Altaneira o ex-prefeito João Ivan Alcântara não conseguiu eleger seus sobrinhos Antonio Dias Alcantara Júnior e Roberci-Vania de Oliveira. Roberci-Vania é ex-esposa do ex-prefeito Mago.

Seu Ivan, como é popularmente conhecido, ainda sonha em eleger seu neto Sávio Soares como prefeito de Altaneira.