4 de outubro de 2015

Como fica a nova divisão do Ceará

O novo projeto de organização das regiões de planejamento do Ceará amplia de oito para 14 o número de divisões dos 184 municípios do Estado. Eles foram organizados de acordo com características socioeconômicas, geoambientais e culturais. Segundo a Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag), a atualização deve aperfeiçoar as atividades de monitoramento e implementação de políticas públicas estaduais. 

A mudança foi aprovada pela Assembleia Legislativa (AL) e deve ser utilizada no Plano Plurianual (PPA). A antiga divisão em macrorregiões de planejamento vigorava desde 1999 e separava os municípios em oito regiões. De acordo com a Seplag, a nova legislação é mais específica e facilita identificar as particularidades locais.

Com a mudança, o Ceará passa a ter as regiões: Cariri, Centro Sul, Grande Fortaleza, Litoral Leste, Litoral Norte, Litoral Oeste/Vale do Curu, Maciço de Baturité, Serra da Ibiapaba, Sertão Central, Sertão de Canindé, Sertão dos Crateús, Sertão dos Inhamuns, Sertão de Sobral e Vale do Jaguaribe.

Anteriormente, não havia distinção, por exemplo, das macrorregiões de Sobral/Ibiapaba, Litoral Leste/Jaguaribe e Cariri/Centro Sul, o que dificultava as ações de planejamento. Disse a Seplag através de nota.

O órgão esclarece ainda que a mudança não altera os limites entre os municípios ou os Estados. A nova divisão será utilizada como base para o PPA, que vai orientar a gestão 2016-2019. No PPA constam todos os investimentos e metas a serem seguidos pelo Estado nos quatro anos seguintes.

Com informações O Povo Online