25 de novembro de 2014

Camilo diz que "reza todo dia a São Pedro"

O governador eleito Camilo Santana (PT) disse que “reza todo dia a São Pedro” para que 2015 traga chuva para o Ceará, mas defendeu a gestão de recursos hídricos do Estado e negou que haja desabastecimento no Interior.

“Se você me disser uma cidade em que está faltando água... O melhor exemplo é comparar São Paulo com Fortaleza. O Estado vem se planejando para garantir, nas piores situações, que não deixe faltar água pra população. Onde é, uma área urbana, que não tem água?”, questionou Camilo, no intervalo da reunião de transição da qual participou a Secretaria de Recursos Hídricos.

A declaração surge no momento em que 176 dos 184 municípios do Estado declaram estar em situação de emergência por causa da seca. Além disso, conforme o jornal O POVO publicou em 10 de novembro, 49% das amostras de água dos carros-pipa estavam contaminadas. “Tem racionamento, tem dificuldade, afinal estamos há dois anos sem recarga dos açudes. O Estado tem feito várias adutoras para evitar que a população fique sem abastecimento. Foi feita em Canindé, foi feita em Tauá...”, complementou o petista.

O Ceará é um dos estados do País com maior capacidade de reservar água – através de açudes, cisternas etc. –, mas enfrenta problemas para levar o recurso de um canto a outro do Estado. As adutoras de engate rápido e obras estruturantes são possíveis soluções.

Questionado se os municípios continuarão a depender de carros-pipa em 2015, Camilo afirmou que apenas localidades pontuais em áreas rurais do Interior estão precisando da ação emergencial. Ele voltou a dizer que o trecho 1 do Cinturão das Águas – de Jati a Nova Olinda – ficará pronto em 2015, mas que o segundo trecho – que atenderá às áreas mais críticas do Ceará, como o Sertão dos Inhamuns e Crateús – só começará a partir de 2016.

Com informações O Povo Online