2 de novembro de 2014

“Dizimolatria e Sucessolatria. Onde tem isto na Bíblia?” por Jean Gasque

Nas igrejas protestantes só há adoração e culto ao dinheiro, por parte da maioria de suas lideranças.

Não estou criticando a questão dos dízimos, mas estou criticando às outras formas de doações que permitem pastores e pastoras a terem mansões luxuosas e com o máximo de conforto em nome de Jesus. Jesus já disse, no evangelho, que esta gente já recebeu a sua recompensa.

Enquanto estes pastores ficam a impor a ditadura impositiva do dízimo e do sucesso a qualquer custo, muita gente continua passando fome, não tem abrigo, não tem onde morar e são rejeitadas por todo e qualquer motivo que se possa imaginar em "nome de Jesus”???.

Detalhe: “E os fiéis, diga-se de passagem, não são tão inocentes assim, pois são levados a doar tudo que tem na ganância de receber o dobro, o triplo”, em bênçãos conforme as promessas dos pastores e bispos. Na realidade esta forma de cobrar o dízimo não passa de um assalto evocando Malaquias 3:8.

O dízimo é preciso entender, era apenas um imposto agrícola para o Israel SOB as leis da antiga aliança. E não esta paranoia imposta pelas Igrejas Protestantes interessadas em lucros e benefícios pessoais. O dízimo era usado para o sustento dos levitas (Números 18.21-2), dos estrangeiros, dos órfãos e das viúvas (Deuteronômio 14.29).

Tem mais, a primeira vez que o dízimo foi citado nos livros históricos chamados de evangelhos (Mateus 23.23), Jesus censurou os escribas e fariseus, dizendo-lhes: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé. Deveis, porém, fazer estas coisas e não omitir aquelas.”.

O dízimo fazia parte das leis cerimoniais, e como sabemos as leis cerimoniais, foram extintas na cruz, portanto, as igrejas que insistem em recolher dízimos praticam uma fraude - leiam Hebreus 7,12 e 18. Cristãos e protestantes: Sabiam que o dízimo pode ser resgatado? Seus pastores falam disto?


Acho que esta é a passagem que os pastores protestantes escondem a todo custo do seu rebanho: Levítico 27,31: É permitido o resgate de até a 5ª parte do dízimo - Nosso Deus único é um Deus prudente e jamais incoerente!