24 de novembro de 2014

"Nordeste e Ceará são protagonistas", diz ex-gestor do Ipea

Ex-presidente do IPEA disse que estado e região caminham para correlação de forças (Fotos: Camila de Almeida)
Uma das principais cabeças pensantes da política econômica do PT, o ex-presidente do Instituto de Economia Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann, disse que estados do Nordeste caminham hoje para se consagrarem protagonistas de uma nova correlação de forças nacionais.

Participando de evento do plano de governo de Camilo Santana (PT), Pochmann destacou que existe hoje uma “crise do são paulismo”, que estariam transformando o Nordeste na nova “locomotiva” social e econômica do País.

“O nordeste acumula hoje uma combinação de expansão, através do investimento público e também pela presença crescente do setor privado, através do deslocamento de investimentos de outras regiões do país e do mundo. Isso faz dele portador dessa perspectiva, de que o Nordeste e o Ceará se consagram com um protagonismo especial nessa nova construção”, diz.

Pochmann reforça ainda que, apesar de ainda possuir maior base econômica do País, São Paulo não seria capaz de responder aos anseios da população. Isso teria sido representado inclusive na ausência de candidato do Estado na eleição deste ano.

Ele destaca que, apesar de ter conseguido deslocar a balança econômica e social, a região ainda não possui esta mudança bem expressada no ponto de vista político. “É preciso deixar a questão local e unir setores sociais em articulação política de expressão nacional, formar lideranças com maturidade, capazes de liderar projeto para o País”, avalia.

Apesar do otimismo, Pochmann destaca que a região precisa, nessa nova correlação de forças, evitar “erro histórico” de misturar o “novo e o antigo”. “O Brasil no passado cometeu erros desse tipo, de trazer o novo ao lado do velho. Essa tradição precisa ser rompida”, diz.

Com informações O Povo Online