17 de fevereiro de 2015

Elas estão invadindo as trilhas

As altaneirenses Heloisa e Brenda se aventura em duas rodas (Foto: Fabricio Ferraz) 
A significante adesão das mulheres ao pedal é uma crescente no Cariri, no Ceará, no Brasil e no mundo, em Altaneira temos a pioneira Heloisa Bitu, que tenta atrair as meninas da cidade para pedalar nas Trilhas da região. A empresária Brenda Somora prefere a estrada, mas já se aventura com sua colega em algumas trilhas. 

Para cuidar do corpo e da mente, como forma de reencontrar a autoestima e a confiança, ou como uma simples opção de aventura e lazer, elas estão literalmente invadindo as trilhas e as estradas com suas bicicletas e levando beleza e alegria para o ciclismo.

Heloisa já declarou que a compra de sua bicicleta foi uma das maiores conquistas dos últimos anos e tenta incentivar outras mulheres a aderir ao esporte.

Na cidade do Crato um grupo formado por cerca de 52 mulheres, de diversas faixas etárias criado há quase cinco anos e apelidado de "Pedal do Batom" realiza passeios semanais pelas trilhas da Chapada do Araripe. A empresária Manoela Soares é uma das comandantes do Pedal do Batom.

O jornal Diário do Nordeste publicou nesta semana uma matéria sobre as aventuras das elegantes ciclistas do Pedal do Batom e suas aventuras na Floresta Nacional do Araripe.

São muitas as referências históricas que relacionam a bicicleta como um símbolo de liberdade para as mulheres, que encaram esta máquina de duas rodas como um veículo com o qual se alcançava um novo mundo, uma nova concepção de vestuário e uma nova interação com a sociedade. A bicicleta mudou a perspectiva pela qual as mulheres enxergavam o mundo, e também de como o mundo deveria as enxergar.

A Revista da Bicicleta publicou também uma excelente reportagem ilustrada com imagens riquíssimas ressaltando que é cada vez mais comum avistar uma mulher sobre uma bicicleta.

“Rompidas diversas barreiras, quebrados inúmeros preconceitos, elas estão aí, em todas as vertentes ciclísticas, pedalando pelos mais variados fins e para os mais diversos destinos. Embora não exista estatística oficial, mesmo em atividades consideradas radicais, como a prática do mountain biking, um universo ainda dominado pelos homens, é possível verificar um crescimento da presença feminina”, escreveu Anderson Ricardo Schörner para a Revista da Bicicleta.

Este ano Heloisa Bitu promete representar a Trilha Sítio Poças em diversas competições como forma de divulgar o esporte para as meninas da cidade de Altaneira.

Leia também: