25 de fevereiro de 2015

Vereadores cobram posição da presidente sobre instalação da "CPI das Diárias"

Bancada do Solidariedade na Câmara Municipal de Altaneira (Foto: João Alves) 
Os vereadores Edezyo Jalled, Deza Soares e Flavio Correia, todos do Solidariedade, cobraram da presidente da Câmara Municipal, vereadora Lélia de Oliveira (PCdoB) na Sessão Ordinária na tarde de ontem (24/02)  uma posição em relação a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) requerida pelos edis para apuração de concessões graciosa de diárias aos vereadores, vereadoras e servidores no período de janeiro de 2013 a dezembro de 2014. 

O requerimento foi protocolizado no dia 02, deste mês (fevereiro) e de acordo com o Regimento Interno da Casa a presidente deveria publicar sua decisão oito dias após o protocolo.

Segundo os vereadores existem fortes indícios de pagamentos de diárias ilegais a vereadores para comparecimento as sessões e que a atual Presidente da Câmara Municipal de Altaneira efetuou pagamentos em valor superior a 33.000,00 (trinta e três mil reais) nos exercícios de 2013/2014.

Após a cobrança dos parlamentares a presidente da Câmara disse que sairia na edição de hoje (25/02) do Diário Oficial dos Municípios do Estado do Ceará a sua decisão sobre a CPI.

Cobrada, mais uma vez, pelo vereador Deza Soares para que anuncie a decisão em Plenário a presidente insistiu que a decisão seria publicada hoje.

Consultado o Diário Oficial dos Municípios do Estado do Ceará não foi encontrada nenhuma publicação da Câmara Municipal de Altaneira na edição de hoje.


O vereador Flávio Correia, anunciou que se a presidente não instalar a CPI esta semana irá mais uma vez procurar os seus direitos de parlamentar na Justiça.