2 de dezembro de 2016

Domingos Filho é eleito presidente do TCM

O conselheiro Domingos Filho foi eleito, na manhã de ontem (01/12), presidente do Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM). Na votação, Domingos venceu Hélio Parente, nome apoiado por Cid e Ciro Gomes, por um voto de diferença. Ele sucederá o atual presidente, Francisco Aguiar, no biênio 2017-2018.

“Vamos procurar ampliar a relação do Tribunal com os gestores públicos e acompanhar mais de perto os resultados das políticas publicas. Temos o desejo de dar mais transparência ainda com o uso das ferramentas da tecnologia da informação ganhando mais respaldo e reconhecimento da sociedade das ações do TCM”, disse o presidente eleito.

A eleição de Domingos Filho expôs ainda mais o racha da aliança na base do G, que se estendeu por quase uma década, quando firmou-se entre os dois grupos no início da gestão no governo de Cid Gomes (PDT), ainda em 2007. Ivo Gomes (PDT), deputado estadual irmão de Cid, chegou a sugerir “influência acintosa” de Domingos Filho para intervir na eleição da presidência da Assembleia Legislativa.

A referência é feita a outra eleição acirrada, na disputa de ontem entre Zezinho Albuquerque (PDT) e Sérgio Aguiar (PDT), representados respectivamente pelos grupos de Cid Gomes e Domingos Filho.

O deputado federal Domingos Neto (PSD), filho do conselheiro eleito presidente, afirmou que a sugestão de Ivo não “cita nenhum conselheiro” e que o pai “defende as decisões de jurisprudência, garantido que pra casos iguais possa tomar decisões iguais”. “Isso não é de quem quer usar como instrumento, mas dar seriedade ao órgão”, completou.

Para os oposicionistas a vitória de Domingos Filho dá robustez à possível candidatura ao governo do Estado em 2018 – cargo que, conforme apuração do jornal O POVO, é sondado pelo conselheiro. O flerte com o governo já vem de 2014, quando Domingos renunciou concorrer à vaga para dar apoio a Camilo Santana (PT), nome dos Ferreira Gomes. Na negociação, acabou ganhando vaga de conselheiro do TCM.

De acordo com Domingos Neto, porém, “a eleição em 2018 se dará em 2018”. “E, daqui até lá, as negociações em nome do PSD serão feitas por mim, que sou presidente estadual (da sigla)”, garantiu o deputado, que foi ponta de lança do racha da base na Assembleia Legislativa.

No pleito da Corte do TCM, também foram eleitos o conselheiro Manoel Veras para vice-presidência e Pedro Ângelo para a corregedoria do Tribunal. A posse dos eleitos deve ocorrer até o dia 20 de janeiro de 2017.

Com informações O Povo Online