6 de dezembro de 2016

Blogueiro comemora vitória na Justiça

O blogueiro Antonio Júnior Carvalho, mais conhecido por Júnior Pedreira, postou ontem (05/12) no seu Blog A Pedreira, na íntegra, a sentença do Juiz Eleitoral que julgou improcedente representação ajuizada pelo vereador Professor Adeilton (PSD).

O vereador, candidato a reeleição, aduziu na representação que o denunciado postou no blog "A Pedreira" e nas redes sociais que a Justiça Eleitoral teria cancelado o deferimento do seu registro de candidatura, o que não seria verdade.

Ao compartilhar a postagem na sua linha do tempo da rede social Facebook o blogueiro escreveu a seguinte mensagem: “Não entendo, acompanhei vários pronunciamentos do futuro ex-vereador afirmando que nosso blog não tem expressão e nem credibilidade, mas foi na justiça para que retirássemos uma matéria sobre o deferimento de sua candidatura das redes sociais. Não vamos nos intimidar, vamos continuar fazendo nosso trabalho sem temer nenhum politico corrupto”.

Júnior ainda agradeceu e parabenizou o seu advogado Dr. Milton Ferreira pela defesa apresentada.

O Juiz Eleitoral, Herick Bezerra Tavares, fundamentou a decisão no fato de que apesar da afirmação do indeferimento do registro de candidatura do candidato a vereador Adeilton ser equivocada, a mesma tinha por base dados extraídos de processo público que tramita na Justiça, tendo o blogueiro reproduzido informação prestada pelo Poder Judiciário, extraída do sítio eletrônico da Justiça Eleitoral.

“Além disso, não podemos perder de vista que a nota guerreada foi postada pelo representado em 11/09/2016, tendo o representante protocolado seu pedido ora em julgamento somente no dia 26/09/2016, ou seja, quando a notícia já estava no ar há quinze dias, o que demonstra, em tese, que a postagem não estava causando graves prejuízos à campanha do candidato, pois, do contrário, teria agido em menor espaço de tempo. Ante o exposto, julgo improcedente a presente representação” sentenciou o Juiz.

Até o fechamento desta postagem o vereador Adeilton ainda não havia se manifestado sobre a decisão do Magistrado.