19 de abril de 2011

Santo do Dia: Santo Expedito

Santo Expedito
+ 303

Expedito, era chefe da 12a Legião romana, então estabelecida em Melitene, sede de uma das províncias romanas da Armênia. Ocupava esse alto posto porque o imperador Diocleciano tinha-se mostrado, no começo de seu reinado, favorável aos cristãos, confiando-lhes postos importantes na administração e no exército.       
Essa legião era conhecida como a "Fulminante", nome que lhe havia sido dado em memória de uma façanha que se tornou célebre. Foi sob Marco Aurélio, durante a campanha da Alemanha. O imperador, estabelecido em um campo fortificado, na região dos Quades, isto é, na atual Hungria, se havia deixado cercar pelos bárbaros. Era pleno verão.

A água faltava e a 12a Legião, recrutada, era em grande parte cristã. Seus soldados se reuniram fora do campo, ajoelharam e oraram, como oram os cristãos. Depois, retomaram logo a ofensiva, mas, mal tinham começado, uma chuva abundante se pôs a cair, e fez recuar os inimigos. Subitamente, os raios e o granizo caíram sobre o exército inimigo com tal violência, que os soldados debandaram em pânico indescritível. O exército romano estava salvo e vencedor.

Como se vê, santo Expedito estava à testa de uma das mais gloriosas legiões romanas, encarregada de guardar as fronteiras orientais contra os ataques dos bárbaros asiáticos. Mas a história da Igreja é bastante pobre em detalhes sobre a vida de seus chefes que se distinguiram no comando pelas virtudes de cristãos e de lealdade à causa por que lutavam, como exemplo das mais belas virtudes.

"Expedito" ficou sendo o nome do chefe, apelido dado por exprimir perfeitamente o traço dominante de seu caráter: a presteza e a prontidão com que agia e se portava, então, no cumprimento de seu dever de estado e, também, na defesa da religião que professava. Era assim que os romanos davam, freqüentemente, a certas pessoas um apelido, o qual designava um traço de seu caráter.

Desse modo, Expedito designa, para nós, o chefe da 12a Legião romana, martirizado com seus companheiros em Melitene, no dia 19 de abril de 303, sob as ordens do imperador Diocleciano. Seu nome, qualquer que seja a origem de sua significação, é suficiente para ser reconhecido no mundo cristão, pois condiz, com a generosidade e com o ardor de seu caráter, que fizeram desse militar um mártir.

Desde seu martírio, Expedito tem se revelado um santo que continua atraindo devotos em todo o mundo. Além de padroeiro das causas urgentes, santo Expedito também é conhecido como padroeiro dos militares, dos estudantes e dos viajantes. Ele era militar e, se já não bastasse a tradição que envolve o seu nome, temos a da sua conversão. Conta-se que, assim que resolveu se converter, uma tentação se manifestou em forma de corvo. O animal gritava "Crás! Crás!", que significa, em latim, "Amanhã! Amanhã!". O que se esperava era que ele adiasse o batismo, mas Expedito teria pisoteado o corvo e gritado: "Hodie! Hodie!", ou seja, "Hoje! Hoje!". E assim agiu.

Um comentário:

  1. A luta contra o suicídio é do espiritual contra o materialismo...

    PREVENÇÃO AO SUICÍDIO

    A prevenção ao suicídio é um tema muito
    importante para os dias atuais.
    Yvone A. Pereira escreveu um livro chamado
    "Memórias de um suicida" onde ela afirma ter
    intuições de como sofrem os suicidas no "Vale
    dos suicidas".
    Poucos tem a coragem de enfrentar a fúria dos
    materialistas que insistem em dizer que a morte
    é um fim.
    Na verdade pensamos que desencarnar é um
    começo e devemos preparar uma nova vida no
    futuro "endereço" em que iremos morar.
    Viver é esperar a morte! E morrer é iniciar um
    estado natural de vida: A vida espiritual.
    O suicídio é antecipação dos fatos e desequilíbrio,
    no início de um tempo de reparações.
    Não somos donos de nosso envoltório carnal.
    Ele pertence à mãe natureza que nos empresta por
    um tempo de vida na crosta terrestre neste planeta
    de expiações e provas.
    Morrer antes do tempo nos levaria a sofrer mais e
    a demorar mais o tempo do resgate de nossa alma.
    Não é para esmorecer, desistir ou enfraquecer.
    Quem inicia uma caminhada deve ir até a chegada!
    Quanto aos que se foram resta a força de nossas
    orações e a certeza que novas oportunidades virão.
    Deus não desiste de nenhum filho seu!
    Para que desistir da nossa vida?

    ResponderExcluir

A Administração do Blog de Altaneira recomenda:
Leia a postagem antes de comentar;
É livre a manifestação do pensamento desde que não abuse ou desvirtuem os objetivos do Blog.