29 de novembro de 2018

Câmara de Altaneira aprova Orçamento de 2019 e abertura de crédito para Orçamento de 2018

Sessão Plenária da Câmara Municipal de Altaneira (Foto: Júnior Carvalho)
Em Sessão Ordinária realizada na manhã de ontem (28/11) a Câmara Municipal de Altaneira aprovou o Projeto de Lei  do Orçamento Anual  para exercício financeiro de 2019 que estima a receita e fixa a despesa do Município em mais de 24 milhões de reais.

O vereador Professor Adeilton (PSD) e o vereador Antonio Leite (PDT) apresentaram emendas a proposta orçamentárias. Adeilton assegurou recursos para o esporte e colocou dispositivo que veda o uso dos recursos do Precatório do antigo Fundef, já o Antonio Leite assegurou recursos para o transporte dos universitários e  para a ampliação do Cemitério Municipal.

A vereadora Zuleide Ferreira (PSDB) disse que as emendas são necessárias, mas que não teve tempo para elaborar suas emendas, Zuleide contra as emendas do Esporte, dos universitários e do Cemitério Municipal, aprovando apenas a emenda sobre os recursos do Precatório do antigo Fundef.

O orçamento foi aprovado por unanimidade. O presidente registrou que apenas a vereadora Zuleide votou contra o esporte, transporte gratuito para os universitários e contra ampliação do cemitério Municipal.

Na mesma Sessão os vereadores aprovaram Projeto de Lei que autoriza abertura de crédito adicional suplementar ao Orçamento de 2018 no percentual de 15% do valor do orçamento fiscal.

O vereador Flávio Correia (Solidariedade), Relator da matéria, criticou o Governo Municipal pela forma atropelada como o projeto foi enviado e ainda os boatos espalhados pelos gestores.

Flávio registrou que até direção do Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira veio pressionar os vereadores pela aprovação do projeto. “Nunca vi o sindicato cobrar do governo compra de livros de quase 1 milhão de reais, cobrar o dinheiro do precatório, não temos interesse de prejudicar ninguém, é lamentável ver a sociedade se levar com mentiras”, desabafou o vereador Flávio Correia.

O vereador Devaldo Nogueira disse que o relator tem razão que o projeto veio de forma atropelada, mas que é o direito do prefeito solicitar abertura de crédito ao Poder Legislativo para que possa se organizar.

O vereador Professor Adeilton Silva também reforçou que “armaram um terrorismo em torno do projeto”, mas que se faz necessário determinado tempo para fiscalizar os gastos públicos. Disse ainda que lamenta que alguns servidores fiquem criticando os vereadores sem análise dos fatos.

“Peço as pessoas análise melhor dos fatos, para não jogar a culpa na gente, infelizmente o prefeito usa os servidores”, lamentou.

Por sua vez a vereadora Zuleide Ferreira  disse que “Realmente é uma situação difícil mas somos vereadores e estamos acostumados com certas situações, mas quinze dias é tempo suficiente”.

O presidente da Câmara, vereador Antonio Leite disse que a Casa Legislativa não tem culpa pela falta de planejamento da Gestão. “O Governo sabia que iria precisar, lamentável que vereadora em vez de defender o Legislativo fique defendendo o Executivo”.

O projeto foi aprovado por unanimidade.

A Sessão Câmara Municipal de Altaneira é transmitida em tempo real na página do portal Assaré Online na rede social Facebook.