3 de julho de 2015

Permanência dos Ferreira Gomes no Pros é improvável

Os irmãos Ivo, Cid e Ciro em momento de descontração (Foto: Blog do Eliomar)
Apesar de o ex-governador Cid Gomes (Pros) ter declarado que a intenção de seu grupo político é manter-se no Pros, a hipótese é considerada improvável. De acordo com o deputado estadual José Sarto (Pros), que foi líder de Cid na Assembleia Legislativa, há muitos conflitos do grupo com a direção nacional. Eles teriam se inciado quando tentou-se dar um caráter mais “progressista” ao partido. “Em virtude da pressa de entrar, por causa da exigência do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), não houve como tratar o programa com mais detalhamento”, disse. 

Ele, assim como já havia feito o deputado federal Leônicas Cristino (Pros), declara que o grupo ainda aguarda o desfecho da reforma política e, principalmente, se ela abrirá uma janela partidária que permita migrações. A primeira reunião do Pros cearense para debater a possibilidade acontece na próxima semana.

Sarto descartou a possibilidade de o prefeito Roberto Cláudio (Pros) migrar antes, em virtude das dificuldades que tem enfrentado em formar um palanque para a disputa. O prefeito confirmou a informação em entrevista ao Blog do Eliomar. De acordo com ele, tratou-se de um contato inicial e não está nada decidido, apesar de declaração dada pelo presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, à Agência Reuters na terça (30/06) de que a filiação do ex-governador Ciro Gomes (Pros) estaria adiantada.

Apesar da versão oficial, as conversas com Roberto Cláudio não começaram na quarta-feira. Conforme foi publicado pelo jornal O POVO, as conversas vem desde fevereiro. De acordo com fontes trabalhistas, os participantes da conversa devem continuar mantendo a negativa até a convenção municipal do PDT, em outubro. Entretanto, as tratativas já estariam bastante avançadas. 

No interior, eventuais novos aliados dos Ferreira Gomes estariam sendo aconselhados a procurar o PDT.

Em Altaneira é filiado ao Pros o prefeito Delvamberto Soares, o vice-prefeito Dedé Pio e o vereador Antonio Leite, mas nenhum se manifestou sobre a permanência no partido.

Com informações O Povo Online