22 de março de 2016

Após janela, mudanças de partido na Assembleia quase chega a metade da composição

Com o fim do prazo da janela partidária 22 deputados estaduais se acomodaram em novas legendas. A mudança representa quase 50% na composição da Assembleia Legislativa. Com 12 deputados o PDT dos ex-governadores Ciro e Cid Gomes se consolidou como o maior partido do Ceará.


Os partidos Pros, PSL, PV, PPS e PTN deixam de ter representantes na Assembleia Legislativa do Ceará, mas apesar do grande número de filiações e desfiliações, a correlação de forças entre base e oposição praticamente não foi alterada.

O governador Camilo Santana (PT) continua com ampla maioria para votar e aprovar as matérias de interesse do Executivo.

Com as mudanças, o Partido Democrático Trabalhista possui hoje a maior bancada da Assembleia, seguido pelo Partido Progressista (PP) e o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), ambos com seis parlamentares.

O PDT, que era representado apenas pelos deputados Ferreira Aragão, Evandro Leitão e Heitor Férrer, que foi para o PSB, tornou-se a maior legenda partidária na Casa.

Na Câmara Municipal de Fortaleza (CMF), DEM, PT do B e PMN deixaram de ter representação. Lá, o partido do prefeito Roberto Cláudio ganhou musculatura e representa uma das maiores bancadas das capitais do País.

Vereadores que já integravam a base aliada do governo municipal em outras agremiações se organizaram no pedetismo visando o processo eleitoral de outubro.

Assim como na Assembleia oposição no Legislativo da Capital continua modesta em números, com PT, PSOL, PR, Rede e PMDB.

Em Altaneira nenhum vereador aproveitou a janela partidária para trocar de partido, mas os vereadores Antonio Leite e Professor Adeilton ainda estudam a possibilidade de mudança de siglas visando reorganização partidária.


Com informações O Povo Online