27 de junho de 2014

Chapa de Eunício deve ser montada com a oposição de Cid

Seguindo acordo nacional realizado pelo senador e presidenciável Aécio Neves (PSDB-MG), o PSDB do Ceará deve compor a chapa com do senador e pré-candidato ao governo do Ceará, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

O ex-governador Lúcio Alcântara (PR), afirmou que o ex-prefeito de Maracanau, Roberto Pessoa, deverá ocupar a vaga de vice de Eunício. 

Segundo o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) já estão confirmados como aliados de Eunício os partidos PSDB, PR e DEM e contatos estão sendo feitos com outros partidos da base do governo para que venham integrar a campanha da oposição.

Em reunião da base aliada realizada na última quarta-feira (25), o ex-governador e secretário de Saúde Ciro Gomes (Pros) afirmou que “subornos” estariam sendo realizados a estes partidos da base, sem mencionar as legendas.

Para João Alves de Melo, secretário-geral do PMDB no Ceará, a “chapa ideal” seria Eunício para o governo, Roberto Pessoa como vice e Tasso Jereissati (PSDB-CE) para o Senado. “Até agora, porém, estão definidos Eunício e Roberto, mas Tasso ainda não”, afirma o secretário.

De acordo com o presidente do PSDB Ceará, Luiz Pontes, Tasso tem afirmado desde o início que não pretende ser candidato ao Senado. A candidatura à vaga permanece indefinida, embora exista uma tendência de que o ex-governador caminhe para a vice-presidência de Aécio.

“A princípio a composição entre os partidos de oposição no Ceará seria feita sem Tasso para o Senado. Apenas sábado a direção nacional do PSDB definirá a vaga de vice-presidente”, afirma o deputado Gomes de Matos.

Segundo apuração realizada pelo O POVO, três nomes são cotados até agora como candidatos ao Senado caso Tasso não dispute a vaga: o empresário Chiquinho Feitosa (DEM); Moroni Torgan (DEM) e Luiz Pontes (PSDB).

Com informações O Povo Online