4 de fevereiro de 2018

Servidores municipais de Altaneira rejeitam "novo imposto sindical"

Servidores públicos de Altaneira rejeitam desconto de contribuição sindical. (Foto: Divulgação)
O Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira (SINSEMA) reuniu na manhã deste sábado (03/02) em sua sede, de maneira extraordinária sócias e sócios visando discutir, dentre outros temas, o desconto sindical voluntário na folha de pagamento.

A pauta, segundo informações do vice-presidente do sindicato, o professor José Evantil, foi provocada pela Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (FETAMCE) e convocada via Edital 002/2018. A intenção era obter a anuência dos associados autorizando a cobrança da contribuição sindical que outrora era obrigatória e equivalia a um dia de serviço de servidores municipais, sendo descontado anualmente no mês de março.

Com a aprovação da Reforma Trabalhista que passou a vigorar sob a Lei Nº 13.467/2017, essa contribuição só pode ser feita com o consentimento de servidoras e servidores públicos - associados ou não -, o que acabou não ocorrendo na assembleia extraordinária de hoje. A maioria rejeitou a cobrança.

Em postagem em seu Blog Mandibula de Altaneira, o sindicalista Evantuil arguiu que o sindicato convocou a categoria “para ouvir” e “acatar a decisão” e ressaltou não ter “nenhuma crítica para a desaprovação da pauta se hoje” (A grafia está assim mesmo).

Evantuil, no entanto, demonstrou certo descontentamento com a falta de engajamento dos servidores em lutas que, de acordo ele, pode representar percas.

“Temos a lamentar que a luta zero do servidor, bem como não aceitar o ônus para obter o bônus da luta dos trabalhadores e trabalhadoras deste país. Sem essa luta permanente, temos grandes percas pecuniárias, moral e pessoal pela frente”, frisou.

Durante o encontro foi discutido ainda a campanha salarial 2018.  Conforme informações do blog supracitado, a direção do SINSEMA cobrou “a efetivação dos reajustes propostos na esfera Federal de 1,8% para trabalhadores do executivo e de 6,88% para o magistério”.

A presidente do Sindicato, Maria Lúcia de Lucena, informou a redação do Blog Negro Nicolau que 52 (cinquenta e duas) pessoas participaram das discussões, sendo que destas 49 (quarenta e nove) faziam parte do quadro de servidores do município.

Além destes, estavam presentes Itelmar, Wilson Quirino e Mariana Vilar -, presidente do Sindicato de Antonina do Norte, representante da FETAMCE e assessora jurídica do SINSEMA, respectivamente.

Com informações Blog Negro Nicolau