14 de fevereiro de 2018

Axé. Meu coração é Tuiuti por Ailton Lopes

Tuiuti, eu já chorei. E foi de emoção, foi com você.

Eu aprendi a gostar da Beija-Flor logo de pequeno. Gostava do Joãozinho Trinta. Do Neguinho da Beija-Flor, das cores, da plástica da escola, do próprio beija-flor....

Mas fui me decepcionando. E não. Aprendi a ler o mundo.

Continuo aprendendo. E uma coisa que aprendi a não gostar foi de crítica abstrata. Dizer que é contra a corrupção, as mazelas todas sem apontar sujeitos, causas, todo mundo faz.

Ninguém vai dizer que é a favor da corrupção. Nem mesmo os corruptos como Temer e sua patota.

Tuiuti foi diferente. Foi forte. Foi sincera. Foi tocante.

Tuiuti foi direta, linda, sensível e profunda.

Ela mexeu até mesmo com os algozes. Incomodou mesmo que por um instante suas cínicas consciências.

Seu samba continuará a nos convocar por décadas, pois veio também de uma convocação ancestral.