30 de março de 2014

PT aprova indicação de Guimarães ao Senado

Em discurso Guimarães destacou que indicará a pré-candidatura sem imposições (Foto: Tatiana Fortes)
O Encontro de Tática do PT Ceará confirmou, ontem, que a maioria petista defende a indicação do nome do deputado federal José Nobre Guimarães ao Senado em 2014. Apesar da opção, foi aprovada emenda que cria “janela” para alterações na tese-guia. A decisão surge em cenário cada vez mais indefinido para a aliança com PMDB e Pros. Grupos antes antagonistas, como o da ex-prefeita Luizianne Lins e do próprio Guimarães se aproximam em nome do fortalecimento do PT. 

Cinco teses foram apresentas por diferentes correntes do PT. Apesar de quatro delas indicarem preferência por candidatura própria ao Governo do Estado, venceu a indicação ao Senado, com ampla maioria. O discurso de defesa do cargo legislativo, feito pelo deputado José Guimarães, foi o que mais inflamou os ânimos do público, com aplausos e gritos de “senador, senador”.

As últimas movimentações do jogo político, que incluem a possível renúncia do governador Cid Gomes (Pros) para indicar o irmão Ciro Gomes ao Senado, e a confirmação de Eunício Oliveira (PMDB) a Cid de que disputará o Governo, agitaram as articulações internas no PT.

 “O que quero para o partido é que ele saia unido, tendo Governo ou Senado, o processo de negociação definirá”, disse o presidente do PT Fortaleza, Elmano de Freitas, que antes era incisivo na candidatura ao Governo. Ao apresentar sua tese, Elmano frisou: “Temos um nome para governador, que é a Luizianne, e para o senador, que é o Guimarães”. Apesar de ser um dos nomes destacados, a ex-prefeita não compareceu ao evento.

Após a vitória da sua tese, Guimarães destacou que indicará a pré-candidatura “sem imposições aos aliados”. Sobre o impacto na relação com os Ferreira Gomes, ele pontuou: “vamos aguardar”. Já o presidente estadual, De Assis Diniz, frisou que não falaria de cenário que ainda não existe.
Segundo o texto final, a tese do partido pode mudar “de acordo com a conjuntura estadual”, mas deve ser submetida antes ao diretório estadual do PT no Ceará.

Com informações O Povo Online