21 de março de 2014

Universitário questiona apoio da entidade a Greve Nacional da Educação em Altaneira

O estudante universitário, Eduardo Amorim, questionou na rede social Facebook o apoio da Associação dos Universitários de Altaneira (AUNA) a Greve Nacional convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE).

O apoio da AUNA se deu através de cartaz digital compartilhado pelo professor Paulo Robson um dos lideres da paralização em Altaneira. “Agradecimento à presidência da AUNA, nas pessoas de Claudio e Givanildo Gonçalves pela arte da divulgação” postou Paulo.

“É com muita honra que nós que fazemos a presidência da AUNA apoiamos este movimento” comentou Claudio Gonçalves, presidente da AUNA.

No cartaz compartilhado pelo professor Paulo Robson aparece a logo da AUNA em primeiro plano ao lado das marcas da Radio Altaneira FM, SINSEMA, ARCA e Blog da Escola Santa Tereza.

A AUNA está apoiando a greve? Estive presente como associado na última assembleia de sábado (15) e não foi pautado isto. Quem decidiu por o grupo? indagou Eduardo Amorim.

O professor Paulo Robson justificou que “a presidência apoiava o movimento, nas pessoas de Claudio e Givanildo Goncalves. Por eles terem tomado par da paralisação na segunda-feira, acredito que isso tenha impossibilitado o repasse da informação para os associados”.

“Apoio individual é uma coisa, agora individualmente usar o nome da entidade é que acredito ser incoerente” replicou Eduardo transcrevendo o artigo 20 do Estatuto Social da AUNA onde reza que “as deliberações da Diretoria Executiva serão tomadas em reunião, convocadas pelo presidente, sempre que necessário, por maioria simples, presentes a maioria absoluta de seus membros”.

O professor Jose Evantuil disse que estranhava o pedido de explicação a diretoria da Auna por universitários explicitarem apoio a movimentos sociais, mas uma vez Eduardo disse que questionava o apoio dos universitários, e sim o apoio da AUNA enquanto entidade.

“Não sou contra ninguém apoiar a greve, sou contra utilizar o nome de uma entidade associativa que não teve o seu Estatuto Social respeitado. Para ser utilizado, como disse anteriormente, é necessária a aprovação da ação por assembleia” comentou Eduardo que reiterou o aguardo do posicionamento da diretoria da AUNA.

Vários professores municipais também questionaram o apoio do Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira (SINSEMA) sem a consulta aos filiados, prevalecendo a decisão da Diretoria, prevalecendo assim como na AUNA, apenas o entendimento da Diretoria.

Até o fechamento desta postagem nenhum diretor da AUNA havia se manifestado sobre o tema, já a presidente do SINSEMA justificou a decisão da Diretoria na Tribuna da Câmara Municipal, conforme já postamos aqui no Blog. 

O professor Carlos Alberto Tolovi anunciou que no seu programa semanal, amanhã na Radio Comunitária Altaneira FM abordará o tema educação e política com ênfase para as manifestações em Altaneira.