8 de março de 2014

O muro da discórdia

Parte da murada que separa a casa do ex-prefeito da Escola Joaquim Rufino caiu há quase um mês (Foto: Junior Carvalho)
A queda do muro que divide a residência do ex-prefeito Antonio Dorival e a Escola Municipal Joaquim Rufino ganhou espaços nas redes sociais e nas conversas de ruas em Altaneira, pois até o momento o secretário municipal de Infraestrutura ainda não localizou o projeto de expansão da Escola com a construção da Quadra Municipal. 

O vereador Professor Adeilton foi o primeiro a levantar a problemática, pois segundo ele recebera ligações de pais e mães de alunos da Escola solicitando nosso apoio e empenho na busca de providências a respeito da queda do muro, pois o problema já persistia por mais 15 dias e que em nenhum momento a Direção da Escola informou aos pais e/ou responsáveis do problema.

Visando evitar acidentes com as crianças, já que na casa do ex-prefeito tem uma piscina e ainda existe possibilidade de queda do restante do muro foi improvisada uma grade separando o espaço público do privado.

Cobrado pelo vereador Adeilton para resolver o problema o prefeito municipal Delvamberto Soares disse que todos sabem de quem é a responsabilidade, pois fizeram um murro sem nenhum grama de ferro e ainda se aproveitando e colocando aterro sem nenhuma estrutura e ainda lamenta a postura do vereador sempre defendendo os erro dos seus aliados.

“A pessoa que faz obra dessa sem nenhuma estrutura como foi constatada pelo o engenheiro é muito irresponsável. O município não vai pagar por malfeitoria de gestores que aplicaram mau os recursos. Basta o que já foi desviado do INNS, educação e outros” desabafou o prefeito.

O vereador Adeilton disse que não defendeu erro de ninguém. “Acho vergonhoso e absurdo, um Prefeito e um ex-prefeito dificultando a construção de menos de 10m de muro, meramente por questões políticas, esse é o exemplo que querem deixar pra nossa gente humilde?” indaga o parlamentar.

Após as forte chuvas de ontem (07/03) o blogueiro Junior Carvalho foi a Escola e registrou a situação em que se encontra o muro. As fotos mostram que a grade colocada pela Administração municipal impedem o acesso das crianças a residência, mas ainda existem risco de acidentes.

O secretário de Infraestrutura, Albino Alves, informou que ainda não encontraram o projeto de construção do muro, mas tem informações que o mesmo foi construído pelo Município e o ex-prefeito construiu um aterro de forma irregular, o que provocou queda do muro.

O Secretário de Educação e a Diretora da Escola, ainda não se pronunciaram sobre o problema, mas até o fechamento desta postagem ainda não haviam registrado nenhum acidente com as crianças.