16 de março de 2014

Prefeito nega falta de apoio ao Furdunço

O prefeito municipal Delvamberto Soares (Pros) negou ontem (15/03) em comentário a postagem do vereador Professor Adeilton falta de apoio ao Grupo de Quadrilha Juninas Arraiá do Furdunço, como foi ventilado.

Delvamberto disse que nenhum momento fui procurado pelo o grupo ou lhe foi apresentado planilha de custo e que nos últimos dois anos foram realizados dois grandes festivais juninos, inclusive com pelos representantes e jurados do da rede estadual e ainda foi dado total apoio ao furdunço. 

O prefeito critica ainda a postura adotada pelo vereador Adeilton em relação ao tema “Criar sempre um palanque para querer aparecer e plantar discórdias isso é muito fácil..., Tá na hora de amadurecer, crescer ser mais inteligente... Inteligente é aquele que faz a crítica e apresenta ao menos parte da solução” comentou o prefeito.

Delvamberto ainda elogiou os comentários da jovem Tati Freire que criticou a postura dos políticos e constante disputa entre oposição e situação. Para o prefeito esse entrave já tá mais que ultrapassado, disse que hora de trabalhar, produzir fazer jus o cargo que ocupam e o salário que recebem.

“Esse governo vai sempre apoiar projetos que venha de interesse da nossa gente, fizemos e iremos fazer muito pela a cultura e esportes do nosso município podemos citar alguns projetos realizados como Campeonato Municipal Futebol de Campo, futebol de salão, adulto e infantil, Capoeira, Makulele, atletismo e muitos outros” postou o prefeito.

O prefeito anunciou, ainda que na próxima terça-feira (18/03) enviará um projeto de lei para a Câmara Municipal criando cargos de instrutor para diversas modalidades de esporte e cultura.

Secretária Municipal Cultura, Esportes e Turismo, Ana Maria Rodrigues, elogiou o comentário do prefeito, mas não comentou a situação do Furdunço e preferiu citar as diversas ações e projetos desenvolvidos pela pasta nos anos de 2012/2013 e lembrou que o ano de 2014 muitos eventos já estão sendo pensado em parceria com todas as secretarias, envolvendo cultura e esporte no clima da "COPA DO MUNDO".

Ana Maria disse também que o ano passado o Governo Municipal aderiu ao sistema nacional de cultura e este ano irá mobilizar a comunidade de Altaneira para construção do PLANO DECENAL DE CULTURA e a mobilização já começa semana que vem.

Em relação ao Furdunço o comentário da servidora municipal, Dorinha Soares, ganha relevância, pois mostra a falta de motivação entre jovens participantes.

Dorinha lembra que no ano passado foram investidos quase R$ 50.000,00 no grupo que acompanhei de perto os participantes e via que faltava amadurecimento do grupo e que a maioria estava mais interessada em farras e passear. “... acredito que o furdunço já deu o que tinha que dá, pois, os veteranos que dançavam por amor que davam o melhor de si cada um já seguiu seu rumo e refez sua vida a grande maioria nem mora mais aqui..., então não adianta investir dinheiro a toa ainda mais com tantas outras necessidades quando um dois, ou três querem e os outros na maioria das vezes desiste na metade do caminho” lamentou Dorinha.

O ex-integrante do grupo Ihago Alencar também já tinha tocado nesse ponto em comentário anterior. “Há tempos atrás, após nosso primeiro contato com quadrilhas maiores da capital, imaginamos que um dia esse apoio iria se tornar mais escasso e já falávamos na independência do grupo. Mas a falta de maturidade e conhecimento fez com que essa ideia fosse esquecida” comentou Ihago.

O organizador do grupo deste ano, professor Wlberlandio Oliveira e os membros participantes ainda não deram suas versões dos fatos até o fechamento desta postagem