18 de março de 2014

Professores realizam passeata em apoio a Greve Nacional da Educação

O Vereador Professor Adeilton liderou a passeata pelas ruas de Altaneira (Foto: João Alves)
Com pequena participação dos professores municipais, os professores da rede  estadual de ensino realizaram na manhã de ontem (17/03 ) uma passeata pelas principais ruas da cidade em apoio a Greve Nacional da Educação convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que tem como pauta o cumprimento da lei do piso, carreira e jornada, investimento dos royalties de petróleo na valorização da categoria, votação imediata do Plano Nacional de Educação, destinação de 10% do PIB para a educação pública, contra a proposta dos governadores de reajuste do piso e contra o INPC. 

Os professores da rede estadual foram unânimes no apoio a Greve Nacional e a Escola Santa Tereza está paralisada, no entanto, como não houve a convocação de uma Assembleia Geral dos professores municipais para adesão ao movimento, o Secretário Municipal de Educação, Deza Soares, realizou uma consulta entre os profissionais e maioria (57 contra e 36 a favor) decidiram pela não adesão a Greve Nacional.

A decisão dos professores gerou diversas críticas nas redes sociais e culminou com uma nota na noite de domingo (16/03) em que o Secretário de Educação comunica “a comunidade escolar (professores, alunos, pais de alunos, núcleos gestores e demais servidores da educação, inclusive setor de transporte), que haverá aula normalmente na rede municipal de ensino nos dias 17 e 18 (segunda e terça-feira) conforme previsto no calendário letivo, tendo em vista que a maioria da categoria dos profissionais do magistério deste município, decidiu não aderir a greve nacional, ou seja, não paralisar as aulas nesse período...”.

A professora Lúcia Lucena, presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira (SINSEMA) disse em entrevista na Rádio Comunitária Altaneira FM que o secretário Deza Soares compareceu na sede da entidade para informar que seria descontado o ponto dos professores que aderiram a greve.

A atitude do secretário Deza foi considerada como uma tentativa de “boicote” pelo vereador Professor Adeilton, um dos líderes do movimento em defesa da Greve Nacional.

A ex-secretária municipal de educação, professora Núbia de Oliveira, considerou positiva a participação dos professores municipais, pois segunda ela a maioria dos professores que exercem suas atividades em sal de aula participaram da passeata e estão com as atividades paralisadas.

Para o professor Fabrício Ferraz a causa é nacional e todos os professores deviam participar dessa luta em defesa de seus direitos, a não adesão da maioria dos servidores não o surpreendeu, pois fato semelhante já aconteceu no passado, apenas com a inversão das pessoas.

Apesar da defesa da pauta nacional apontada pela CNTE os dirigentes sindicais locais aproveitaram o movimento para chamar a atenção por uma pauta local e colocaram a presidente da Câmara Municipal, vereadora Lélia de Oliveira, ao lado dos vereadores de oposição com um cartaz onde estava escrito “Abaixo a Portaria 579”.

A Portaria 579 do Prefeito Municipal, Delvamberto Soares, determina o desconto em folha de 30% dos vencimentos dos servidores que receberam indevidamente verbas estatutárias enquanto eram regidos pela CLT por força de decisão judicial. Os servidores alcançados pela Portaria são exatamente a presidente, o vice-presidente e a tesoureira do sindicato.

Segundo o professor da rede municipal e estadual, Paulo Robson, todas as providências foram adotadas para que movimento não fosse partidarizado, mas não se atentou para a pauta pessoal, "o objetivo é mostrar ao País que os professores de Altaneira também lutam por melhorias na educação e na valorização dos profissionais do Magistério" disse o professor Paulo Robson em conversa com este blogueiro.

O professor licenciado da rede municipal, professor efetivo da rede estadual e vereador, Francisco Adeilton, também em entrevista na Rádio Altaneira FM, convocou os professores das duas redes de ensino para mais uma passeata na tarde de hoje, bem como para participarem da Sessão da Câmara Municipal de Altaneira.

Além da presidente Lélia de Oliveira (PCdoB) e do vereador Professor Adeilton (PP), participaram da passeata os vereadores Edezyo Jalled (Solidariedade), Genival Ponciano (PTB), Gilson Cruz (PSL) e a vereadora Zuleide Oliveira (PSDB).

O vice-presidente do SINSEMA, professor José Evantuil, informou que hoje os professores que aderiram a Greve Nacional dedicarão a manhã para confecção de cartazes, faixas e para postagens nas redes sociais. Às 14 horas se concentrarão na sede do sindicato e caminharão até a Câmara Municipal. Evantuil informou ainda que foi solicitado o uso da Tribuna popular para três professores esclarecerem aos parlamentares os pontos da pauta.

Confira outros do Garoto Beleza, João Alves: