30 de abril de 2014

Roberto Pessoa discute com tucanos palanque de oposição no Ceará

Em meio a indefinições na base de Dilma Rousseff (PT) no Ceará, começou a avançar a formação do palanque de Aécio Neves (PSDB) no Estado. Na tarde de ontem, o pré-candidato tucano se reuniu com Roberto Pessoa (PR), a quem convidou para disputar o Governo do Ceará em chapa com ele. O ex-prefeito de Maracanaú aceitou a proposta, na condição que Tasso Jereissati (PSDB) confirme disputar Senado.

“Aceitei o convite, mas reafirmei que só bato o martelo quando o Tasso disser de vez que é senador. Isso porque ele já deu sinalização boa, mas não bateu o martelo”, disse Roberto Pessoa. 

Segundo o ex-prefeito de Maracanaú líderes do partido, incluindo o ex-governador Lúcio Alcântara, devem se reunir até a próxima terça-feira para fechar posição de apoio ao senador mineiro, ele destacou ainda que esteve com o presidente nacional do PR, Alfredo Nascimento (AM), que liberou a Executiva do partido no Ceará para fazer coligação com o PSDB. Apesar da posição cearense de oposição, o PR deve apoiar o PT de Dilma Rousseff nacionalmente.

“O Alfredo repetiu que temos toda a autonomia para fazermos a chapa que for melhor para nós. Nosso compromisso com o partido é fazer boa performance no pleito que se avizinha”. Roberto Pessoa destaca ainda que, entre demais partidos do Estado, o PR é um dos “mais avançados” na composição de chapas.

Desafeto de longa data dos irmãos Cid e Ciro Gomes (Pros), Roberto Pessoa vem afirmando que, diferentemente de uma possível candidatura de Eunício Oliveira (PMDB), entrará na disputa com “projeto e discurso” de oposição. A diferença decorre, reforça, do fato de que o PR não participa do governo.

Com informações O Povo Online