8 de agosto de 2018

Ciclista altaneirense desabafa contra falta de apoio do Governo Municipal


O ciclista altaneirense Higor Gomes usou a rede social Facebook na manhã de ontem (07/08) para denunciar a falta de apoio ao esporte por parte do Governo Municipal em Altaneira.

Higor lembra que para participar das competições conta com o apoio de alguns patrocinadores com pequena contribuição financeira, quando não pode contar com seus amigos, banca do próprio bolso as despesas.

“Tenho elevado o nome da nossa cidade em todos os lugares e garanto que já ouviram falar ''DOS MENINOS DE ALTANEIRA" por muitos estados. Quero ter essa sensação de colocar Altaneira no lugar mais alto do pódio com a consagração do ciclismo, mas está difícil manter a minha participação nos campeonatos, pois, com as portas da prefeitura trancadas para o esporte local ''NÃO SÓ PARA O CICLISMO'', me vejo numa corda bamba quanto a minha continuidade nos campeonatos”, desabafou Higor.

Campeão em várias competições na região do Cariri e outros Estados Higor disse que pode abandonar as competições ainda sendo um bom atleta por “incompreensão dos poderosos”.

Na gestão anterior do Governo Municipal além do transporte para participar das competições os atletas do ciclismo eram beneficiados com o Programa Bolsa Atleta e recebiam R$ 300,00 por mês. No início da atual gestão o programa foi ampliado e os atletas seriam bonificados pelas conquistas nas diversas competições, mas ainda em 2017 o programa foi cortado.

O desabafo de Higor ganhou repercussão na região e os apoios vieram de todas as partes.

O professor Pedro Rafael Pereira trabalha como voluntário na preparação física dos atletas do ciclismo e ainda colabora na organização dos eventos também lamentou a situação e incentivou seu atleta.

“É triste essa situação parceiro. Apesar de todas as dificuldades a força de vontade é o que continua a mover o esporte local no geral. Com fé em Deus as coisas vão dar certo mano, e não teremos que abandonar nada, pois até eu com os últimos acontecimentos pensei em largar tudo de vez”.

A servidora Francelma Bitu foi outra que lamentou a situação. “Lamentável, mais desistir não é a melhor saída, você ainda é muito jovem e depois vem a frustração ,o arrependimento, levante essa cabeça e siga em frente , desistir jamais fé em Deus, tenho certeza que o amor pelo esporte vai superar todos os obstáculos, coragem.”

O vereador Professor Adeilton também foi solidário ao desabafo de Higor e disse que sempre cobrou dos gestores municipais investimentos efetivos nos esportes locais.

“O esporte transforma as pessoas, temos diversos exemplos de adolescentes que eram tidos como "problemas" e se transformam em grandes cidadãos por meio do esporte”.

Adeilton lembrou ainda a aprovação de um projeto de lei de incentivo ao esporte local, mas que nunca foi regulamentado.

“Lamentamos não sermos ouvidos e muito menos atendidos. Resta nos unirmos e continuar a luta. Independente do resultado final, teremos a certeza de termos lutado. Lutar sempre, vencer às vezes, desistir nunca” complementou.

Até fechamento desta postagem, nenhum gestor municipal havia se manifestado.

Leia a íntegra do desabafo de Higor Gomes:

Para me manter vivo nos campeonatos regionais, eu tenho contado com a ajuda de alguns patrocinadores e do comércio local, que, mesmo com quantidades pequenas, têm colaborado com parte da logística do para mim.Na maioria das vezes, quando não consigo contar com a ajuda de amigos eu tiro do próprio bolso para representar a cidade onde moro.
Tenho elevado o nome da nossa cidade em todos os lugares e garanto que já ouviram falar ''DOS MENINOS DE ALTANEIRA" por muitos estados.
Quero ter essa sensação de colocar Altaneira no lugar mais alto do pódio com a consagração do ciclismo, mas está difícil manter a minha participação nos campeonatos, pois, com as portas da prefeitura trancadas para o esporte local ''NÃO SÓ PARA O CICLISMO'', me vejo numa corda bamba quanto a minha continuidade nos campeonatos.
Ou seja, posso abandonar as competições ainda sendo um bom atleta por incompreensão dos poderosos, o que seria lamentável para o nosso município INFELIZMENTE.