4 de agosto de 2015

Manifestantes realizam ato por contrato temporário em Altaneira

Estudantes, professores e servidores protestam com o apoio do secretário de Educação (Foto: João Alves)
Na manhã de ontem (03/08) um grupo de manifestantes caminhou pelas ruas da cidade com cartazes e gritos de ordem em defesa da contratação de servidores temporários até a realização do concurso. O grupo era formado por professores efetivos e temporários e servidores da secretaria municipal de Saúde e que contou com o apoio do secretário municipal de Educação Dhony Nergino e diretores de escolas. 

O ponto alto da manifestação foi em frente a Câmara Municipal onde professores efetivos e temporários criticaram os parlamentares pela não aprovação do Projeto de Lei do Poder Executivo de contratação de servidores temporários, o que vem a carretando prejuízos significativos aos cidadãos altaneirense.

A presidente da Câmara Municipal, vereadora Lélia de Oliveira (PCdoB) foi alvo direto de algumas críticas. Lélia disse que o grupo de oposição quer a realização do Concurso Público, justificando que é a maneira de todos os profissionais tornarem-se efetivos e que o alvo do protesto não deveria ser o Poder Legislativo.

A diretora da Escola Municipal Joaquim Rufino de Oliveira, Leocádia Rodrigues, também se pronunciou no ato afirmando que a postura dos vereadores da oposição não era honesta, pois  prejudicam pessoas menos favorecidas por pura politicagem e finalizou dizendo que os serviços essenciais estão prejudicados, pela não prorrogação dos contratos temporários.

Os vereadores Deza Soares, Flávio Correia, Genival Ponciano e Professor Adeilton estavam na Câmara Municipal por ocasião da manifestação, mas não se pronunciaram.

Os manifestantes prometeram novo ato para a próxima sexta-feira por ocasião da realização da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Altaneira.