7 de agosto de 2015

Programa do PT no rádio e na TV destaca legado do partido

Em Brasília, militantes assistiram ao programa do partido em um telão em frente  à Torre de Televisão, ponto turístico da cidade (Foto: Valter Campanato)
O Partido dos Trabalhadores (PT) veiculou ontem (06/08), no rádio e  na televisão, um programa em que assumiu os desafios e os problemas do país, ao mesmo tempo em que enumerou as conquistas sociais. O partido rememorou políticas que o governo federal adotou nos últimos anos para amenizar as dificuldades financeiras. O Programa de Investimentos em Logística, a terceira etapa do Minha Casa, Minha Vida e o Programa de Proteção ao Emprego são citados como projetos que o governo vem implementando atualmente. 

Além disso, foram lembrados investimentos em programas sociais e políticas de desonerações para amenizar os efeitos da crise econômica internacional. Com Dilma, afirmou o locutor do programa, o Brasil teve melhorias em áreas como a exportação, salário, no campo e no combate à pobreza e ao desmatamento.

Primeiro integrante do partido a aparecer no programa, o presidente do PT, Rui Falcão, afirmou que as dificuldades estão em “toda parte”, em referência a outros países que também enfrentam dificuldades na economia.

“Uma coisa é cobrar e criticar o governo. Outra, bem diferente, é tentar desestabilizar um governo eleito democraticamente", afirmou. "Aos que não se conformam, pedimos juízo, pois o povo saberá defender grande conquista de todos brasileiros: nossa nova e vibrante democracia."

Dilma relembrou que a população passou a exigir mais direitos e que, diante desse cenário, nenhum governante pode se acomodar. “Quem pensa que nos faltam energia e ideias para vencer os problemas está enganado. Sei suportar pressões e até injustiças”, disse a presidenta.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre a crise. “Sei que a situação não está fácil e que a crise já chegou em nossas casas. Também sei que essa não é a pior crise que enfrentamos. Nosso pior momento ainda é melhor para o trabalhador que o melhor momento dos governos passados”, afirmou.

Em frente à Torre de Televisão, ponto turístico de Brasília, militantes do PT assistiram ao programa num telão e soltaram fogos de artifício durante a transmissão e promoveram cinco minutos de foguetório após o fim do programa. Os maiores aplausos ocorreram nas aparições do ex-presidente Lula e da presidenta Dilma Rousseff. Os militantes também bateram palmas no trecho do programa que citou os panelaços, dizendo que o povo não passa fome.

Na capital federal, houve panelaço durante a exibição do programa em bairros como Asa Norte, Asa Sul e Sudoeste. Em São Paulo, motoristas promoveram buzinaço e moradores piscaram as luzes e bateram panelas nas janelas dos apartamentos em bairros como Jardins, Bela Vista e na Avenida Paulista. No Rio de Janeiro, o panelaço programado pelas redes sociais ocorreu em bairros como Flamengo, Botafogo, Laranjeiras, Copacabana, Lagoa, Ipanema e Leblon.


Com informações Agência Brasil