9 de agosto de 2015

Sindicalista defende contratação temporária

O professor Jose Evantuil, membro da Diretoria Executiva do Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira (SINSEMA), defendeu em comentário na rede social Facebook a aprovação de Projeto Lei autorizando a contratação temporária de servidores.

O sindicalista lembra que a contratação temporária é prevista em lei nos casos de necessidade pública e que os vereadores da oposição sempre foram contra a contratação, mas sem fazer nada pela realização do Concurso Público. 

Evantuil lembra também que várias de pessoas já efetuaram as suas inscrições, pagaram boletos e o concurso não pode mais ser mais interrompido.

“Com isso, a resistência da Câmara diminui 90%. O ingresso ao trabalho pelo concurso só é possível na lotação de fevereiro de 2016. Se é que vale alguma coisa, o prejuízo fica por conta da interrupção do funcionamento de programas, projetos e sistemas de suporte e assessoramento da docência. Se o concurso é uma realidade, a contração pode ser” defendeu o sindicalista.

A ex-secretária municipal de Educação, professora Núbia Silva, também concordou com a tese levantada pelo sindicalista, mas cobrou primeiro a ampliação dos professores efetivos.

“Pode, primeiro faz -se a lotação dos professores como rege o PCCRM e depois solicita as vagas necessárias aí da certo. Querem resolver?? ??????”, indaga a ex-gestora.

Uma manifestação em defesa da manutenção dos contratos temporários foi organizada no início da semana, mas não contou com a participação da direção do Sindicato da categoria.

paralisação de alguns serviços públicos em virtude da falta de servidores ganhou destaque na imprensa da capital com reportagens no Diário do Nordeste e na TV Diário.

O secretário municipal de Educação lançou nota informando o reinício das aulas, mas com suspensão de vários programas e coordenações nas escolas e suspensão de licenças de professores até a resolução do impasse. 

Até o fechamento desta postagem nenhum membro do Executivo ou do Legislativo havia se manifestado sobre o tema.

A contratação temporária dos servidores municipais não consta na pauta da Assembleia Geral Ordinária do SINSEMA a ser realizada na manhã de hoje (09/08), mas o Concurso Público será abordado.