17 de julho de 2017

Solidariedade a Lula, Fora Temer e apoio às Diretas Já marcam protesto em Fortaleza

Manifestantes se reuniram ontem no Parque do Cocó para ato-show a favor de Lula e contra Temer (Foto: Wagner Mendes)
Centenas de pessoas se reuniram na tarde e noite de ontem (18/07) no anfiteatro do Parque do Cocó para também protestar contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB) e suas políticas, como as reformas e cortes no orçamento e se solidarizar com o ex-presidente Lula, condenado em primeira instância pelo juiz Sergio Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva.O grupo de manifestantes, que envolveu sociedade civil, militantes partidários e de movimentos sociais, também pedia Diretas Já.


A mobilização política de ontem ocorreu em forma de show de músicos cearenses. Em meio às homenagens a nomes famosos da MPB, como Belchior e Elis Regina, o “Fora Temer” entoava entre artistas e o público.

Durante os intervalos das apresentações dos grupos musicais, de cerca de dez minutos, discursos desfavoráveis ao governo Temer tomavam conta do local. As críticas eram concentradas contra o que chamavam de “retrocessos” aprovados pela gestão do PMDB.

“Esse ato é só uma extensão do que está engasgado na garganta de todo brasileiro. Nesse momento que talvez fique registrado como um dos maiores ataques à democracia dos últimos tempos”, disse o músico Daniel Groove.

“Esse momento (de protesto) é uma força, esperança, uma vontade de fazer algo para que mude as coisas. É importante a gente se unir e acredito que possa levar a algum lugar”, afirmou a cantora Nayra Costa.

“Esse ato contém um caráter bem mais amplo que a defesa do presidente Lula, fala do momento do País que é pelas Diretas Já. Temer tem feito uma faxina em direitos sociais no Brasil, rasgou ministérios, acabou programas e diminuiu orçamentos”, criticou o presidente estadual do PT, De Assis Diniz.

Ainda sem data fechada, Lula deverá visitar o Ceará no mês de agosto. A visita, em forma de caravana, faz parte de uma série de viagens que o petista deverá fazer pelo Nordeste, iniciando dia 18 do próximo mês.

O ex-presidente Lula disse ontem que vai dedicar o tempo de vida que lhe resta para provar que o Brasil pode ser diferente e que a situação sócio-econômica atual dos brasileiros pode mudar. A opinião foi expressa em vídeo postado em sua conta no Facebook, em que criticou o atual governo e o Congresso Nacional que, de acordo com ele, está desmontando as conquistas dos trabalhadores.

"As pessoas no Brasil hoje estão com a autoestima baixa porque a economia está muito ruim, há uma desagregação do ânimo da sociedade por conta do desemprego", disse o ex-presidente. "Nós temos um governo que não representa absolutamente nada. Temos um Congresso desacreditado, que está desmontando conquistas dos trabalhadores nos últimos anos", continuou.

Com informações O Povo Online