15 de abril de 2016

Ceará deve ter 13 votos contra impedimento e uma ausência

Governador e deputados cearenses com Dilma no Palácio do Planalto (Foto: Facebook) 
O governador Camilo Santana (PT) divulgou agora há pouco foto em que aparece ao lado de 12 deputados federais que estariam comprometidos em votar contra a abertura de processo de impedimento da presente Dilma Rousseff (PT) neste domingo (17/04). Apesar de ausente do encontro, Luizianne Lins (PT) também dará voto pró-Dilma, fechando placar de 13 votos contra o processo a oito favoráveis na bancada cearense. 

A imagem encerra dúvidas sobre votos até então indefinidos de Macedo (PP) Adail Carneiro (PP). Conforme o jornal O POVO antecipou, Adail voltou nesta sexta-feira (15/04), à Câmara após ser exonerado do cargo de assessor especial do governo Camilo em Brasília. Com a mudança, saiu Paulo Henrique Lustosa (PP), que avaliava acompanhar posição do PP pela abertura do processo impedimento.

Com o placar final, 36% da bancada do Ceará se manifestará a favor do impeachment - cerca de um a cada três deputados. Já os contrários ao pedido representarão 59% da bancada.

Agora, segue indefinido apenas posicionamento de Aníbal Gomes (PMDB). Aliado do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), um dos maiores defensores de Dilma, a expectativa é que Aníbal se ausente da votação sob justificativa médica – o que também beneficiaria o governo.

Confiram a posição dos deputados cearenses:

Devem votar NÃO:
Cabo Sabino (PR)
Danilo Forte (PSB)
Genecias Noronha (SD)
Moroni Torgan (DEM)
Moses Rodrigues (PMDB)
Raimundo Gomes de Matos (PSDB)
Ronaldo Martins (PRB)
Vitor Valim (PMDB)

Devem votar SIM:
Adail Carneiro (PP)
Ariosto Holanda (PDT)
Arnon Bezerra (PTB)
Chico Lopes (PCdoB)
Domingos Neto (PSD)
Gorete Pereira (PR)
José Airton (PT)
José Guimarães (PT)
Leônidas Cristino (PDT)
Luizianne Lins (PT)
Macedo (PP)
Odorico Monteiro (Pros)

Vicente Arruda (PDT)

Sem definição - 1
Aníbal Gomes (PMDB)

Com informações O Povo Online