30 de abril de 2016

Ciro volta a criticar Michel Temer e alerta que Eduardo Cunha pode assumir a Presidência em junho

O ex-governador Ciro Gomes teceu sérias críticas ao vice-presidente Michel Temer (PMDB) durante evento na PUC-SP, ontem (28/04), com repercurssões nos grande jornais do eixo Rio-São paulo. 

Possível candidato às eleições presidenciais de 2018 pelo PDT, Ciro participou do debate “Diagnósticos da Crise: Alternativas para o desenvolvimento brasileiro.

Desde o início da abertura do processo de impedimento Ciro tem denunciado o conluio do vice-presidente com o presidente da Câmara Eduardo Cunha, ambos do PMDB.

Ciro também lembrou no evento que Eduardo Cunha pode assumir a Presidência da República logo no próximo mês.

“Quem está preocupado com a decência do Brasil durma com um barulho desses, porque o presidente da República que assume em junho é Eduardo Cunha”, disse, em menção à Assembleia-Geral da ONU, encontro que o Brasil tradicionalmente inaugura desde 1948.

Com uma suposta ida de Temer aos EUA para participar do evento, segundo Ciro, o posto seria interinamente ocupado por Cunha. “E Michel Temer, em sua vaidade de safado, não vai deixar... vocês não deviam rir, não, isso é um salafrário dos grandes. Conspirador”, afirmou, arrancando aplausos.

“Me desculpem. Meu pessoal diz que eu tenho que ser ‘more presidential’. E no Brasil o povo detesta que seu presidente seja como o povo é”, completou. Ao longo do debate, Ciro Gomes disse também que, se a presidente Dilma Rousseff de fato perder o mandato, a crise econômica tende a piorar, “e na direção do povo mais pobre do Brasil”. “Quem está preocupado com a crise econômica aperte os cintos que a coisa vai piorar, e não é pouco não”.


Com informações O Povo Online