12 de setembro de 2016

Petrúcio Ferreira e Yohansson Nascimento fazem dobradinha no atletismo

Petrúcio Ferreira comemora seu primeiro ouro nos Jogos na pista do Estádio Olímpico (Foto: Daniel Zappe)
Dobradinha brasileira no pódio dos 100m rasos da classe T47 do atletismo. Um dia depois de bater o recorde mundial da prova, nas eliminatórias, o paraibano Petrúcio Ferreira, de 19 anos, baixou sua própria marca na final e conquistou o ouro nos Jogos Rio 2016 para delírio do Estádio Olímpico.

Yohansson Nascimento conquistou o bronze e completou a festa brasileira. Favoritos ao ouro na prova, os brasileiros foram surpreendidos pela ótima largada do polonês Michal Derus, que dominou os primeiros metros da corrida. Na metade final da prova, Petrúcio acelerou e deixou o europeu para trás para bater 10s57, baixando em 10 décimos de segundo o recorde estabelecido na quinta.

"Passou todo um filme na minha cabeça, tudo o que eu vinha trabalhando. Àqueles dias que eu chorei no treino, àqueles dias que eu suei, que eu cheguei em casa cansado... eu diria que esta é a recompensa. Subindo no pódio e escutando o hino nacional, ouvindo todo o estádio cantar junto, é uma alegria que eu não sei exlicar!", desabafou Petrúcio.

Yohansson também se recuperou na prova, chegou a ultrapassar Derus, mas foi alcançado pelo polonês nos últimos metros. Os dois terminaram a prova com o mesmo tempo (10s79), mas a decisão no photo finish favoreceu ao europeu. Esta foi a primeira medalha do jovem Petrúcio nos Jogos Paralímpicos. Yohansson, por sua vez, já tinha um ouro, duas pratas e um bronze, conquistados em Pequim 2008 e Londres 2012.
 
Decisão da prata, entre o polonês Michal Derus e o brasileiro Yohansson Nascimento, ficou para o photo finsh (Foto: Brandão)
Os dois voltam a competir nos 400m rasos e no revezamento 4x100m no Rio 2016. "É a minha quinta medalha em Jogos Paralímpicos, e ainda quero ganhar minha sexta. Dessa vez, ao lado do Petrúcio, no revezamento. Quero muito estar subindo ao pódio mais uma vez, dando alegria ao povo brasileiro", disse Yohansson.

As medalhas obtidas por Petrúcio e Yohansson aumentam para 11 a soma de pódios do Brasil no esporte nos Jogos Rio 2016. São cinco ouros, três pratas e três bronzes.

Com informações Portal Rio 2016