11 de setembro de 2016

Shirlene Coelho é bicampeã Paralímpica do lançamento de dardo

Shirlene festeja o bicampeonato Paralímpico no lançamento de dardo (Foto: CPB)
Depois de uma manhã vitoriosa, com ouro e recorde mundial para Claudiney Batista, o Brasil voltou a brilhar no atletismo do Rio 2016. No fechamento da noite deste sábado (10/09), Shirlene Coelho conquistou a medalha de ouro no lançamento de dardo classe F37, repetindo o feito de Londres 2012.

A agora bicampeã Paralímpica já tinha levado a prata em Pequim 2008, sua estreia nos Jogos. Entenda a classificação dos atletas Paralímpicos no Rio 2016 "Eu não poderia estar mais feliz. Ganhar a medalha no Brasil, com a minha família no estádio, é incrível", vibrou Shirlene após a prova.

"Depois de ser a porta-bandeira do Brasil na cerimônia de abertura e de ganhar essa medalha, garanto que esta é a melhor semana da minha vida".

A festa pela conquista, porém, será curta, já que ela tem pela frente mais duas provas: o lançamento de disco e o arremesso de peso. "Vou comemorar hoje e dormir muito, porque depois ainda tenho duas competições nos Jogos Paralímpicos".

Na primeira final da noite, o velocista Rodrigo Parreira conquistou a medalha de bronze nos 100m rasos da classe T36. Bronze na prova nos Jogos Parapan-Americanos Toronto 2015, neste sábado o brasileiro completou a distância em 12s54 e ficou atrás do malásio Mohamad Puzi, que levou o ouro e bateu o recorde Paralímpico com 12s07, e do chinês Yifei Yang, que ganhou a prata com o tempo de 12s20.

“Ganhar o bronze em casa foi um grande mérito, mas não sou só eu quem merece essa medalha. O brasil inteiro me merece, pois o Brasil inteiro estava me apoiando. Foi uma grande honra”, comentou o brasileiro.

Rodrigo, de 22 anos, também compete no salto em distância da classe T36, prova na qual foi quarto colocado no Mundial de 2015. Ele competirá nesta prova na segunda (12/09).

Com informações Portal Rio 2016