5 de março de 2017

Lagoa Santa Tereza “sangra” e Riacho do Felipe recebe boa carga de água

Sangradouro da Lagoa Santa Tereza em Altaneira (Foto: Alan de Sousa)
Após chuva de 79,5mm a Lagoa Santa Tereza no centro da cidade de Altaneira transbordou com um bom volume de água nas primeiras horas da manhã de ontem (04/04). A “sangria” da Lagoa Santa Tereza era aguardada pelo altaneirenses ainda no mês de fevereiro devido as fortes chuvas caídas. O servidor municipal Alan de Sousa foi o primeiro a registrar a sangria da Lagoa e compartilhou fotos e vídeo no grupo do BA.

A chuva de ontem provocou alguns estrados na cidade com deslizamento de pedras de calcamento e a queda da frente de uma residência. Apesar da Funceme apontar 79,5mm, o agricultor João Bel informou que a chuva no Sítio Poças foi de 92mm e o aposentado Evandro de Oliveira compartilhou informações na rede social Facebook noticiando 11omm.

Uma das bueiras da rodovia CE 388 no Sítio não suportou água e a estrada foi inundada, mas sem causar estragos. Já a estrada que liga Altaneira a Assaré corre o risco de ser interditada pela correnteza da água que desce da Lagoa do Sapo.

O servidor municipal Cicero Rodrigues alertou para o perigo de arrombamento do açude da Maniçoba, pois a agua por algumas horas passou por cima da parede.

O Riacho do Felipe principal vertedouro do Açude Valério (Pajeú), que abastece a cidade está com grande volume de água. O agropecuarista Deri Gomes visitou alguns trechos e registrou o movimento das águas em vídeo.

Banhistas voltaram a frequentar a Lagoa do Sapo na manhã de ontem e movimento deve se estender pelos próximos finais de semana.

Confira os vídeos de Alan e Deri: (Vídeo 1 - Sangradouro da Lagoa; Vídeo 2 - Rodovia CE 388 no Sítio Poças; Vídeo 3 - Pinga na Tabocas; Vídeo 4 - Sangradouro do Açude Tabocas; Vídeo 5 - Riacho do Felipe na divisa entre os Municípios de Altaneira e Assaré)

video
video
video
video
video