14 de dezembro de 2017

"Geraban, o migrante ao contrário" por Tatiane Evangelista

José Geraldo Soares é mineiro de Itabira terra de Carlos Drummond de Andrade, radicado na maior metrópole da América Latina, São Paulo, mas teve seu coração fisgado por Altaneira, foi em outubro de 1996 que pela primeira vez pisou nas Terras Altas, veio com amigos que dessa cidade eram filhos visitar seus parentes e festejar a Padroeira Santa Tereza.

Apaixonou-se de cara, pela hospitalidade e carinho das pessoas, criou laços profundos e todo ano se fazia presente na tradicional "Festa de Outubro" e os altaneirenses sempre o recebia com muito alegria e carinho.

Em São Paulo o “Careca” como era chamado pelos seus amigos cearenses, trabalhava com Pastelaria, acordava 4 da matina todo dia e ia pelas bandas do Tamanduateí vender pastel e coxinha acompanhado de caldo de cana, para os homens e mulheres que trabalhavam ali, assim com dignidade sustentou sua família  e garantia a viagem de vinda todo ano pro Cariri. 


Esgotado do perigo e cansaço da cidade grande, depois de um assalto traumatizante veio pro Ceará buscar acalanto, foi quando seu melhor amigo Palito o incentivou abandonar São Paulo e vim morar no Ceará começar a vida de novo, ter tranqüilidade e saúde pra continuar.

Geraldo voltou eufórico pra São Paulo, reuniu a família e comunicou “VAMOS MUDAR PRO CEARÁ”, a migração contrária aconteceu e aquela família em dezembro de 2005, mudou de mala e cunha pro Crato Ceará, aos 46 anos vendeu tudo que tinha em São Paulo e começou sua vida de novo, acreditando que vale a pena confiar nos instintos e amigos que o trouxeram até aqui. 


Não foi fácil o processo de adaptação da família, muito menos reconquistar a estabilidade financeira e emocional, mas com a ajuda de seus amigos e família, dia após dia se firmou.

Além de ser adotado por Altaneira, Geraldo ganhou uma família que por coincidência ou peça do destino, tem o mesmo sobrenome: Soares a família do patriarca Seu Mundim, que o acolheu e o ama como se fosse de sangue.


Geraban retribui o amizade e o carinho dos altaneirenses apoiando vários os projetos sociais e os eventos esportivos da cidade. Geraldo também é membro efetivos do Cobras Moto Clube.


Com sua empresa Geraldo viajou praticamente para o nordeste todo, conheceu e vivenciou lugares que jamais aquele mineirinho imaginou encontrar na região, em especial no Ceará. Passado mais de uma década em terras alencarinas, seus netos nasceram e sua filha caçula se formou na universidade.


Atualmente Geraldo é empresário no ramo Banheiros Químicos e a razão social de sua empresa foi incorporado ao seu nome e já é conhecido por GERABAN. 


A GERABAN Banheiros Químicos é líder do mercado na região, possui em seu acervo mais de 120 banheiros, caminhão limpa fossa e sede própria.


Tatiane Evangelista Soares é Assistente Social, filha caçula e fã número um de Seu Pai.