25 de outubro de 2017

Professores e servidores sem acesso a rede em Altaneira

Sem nenhuma explicação prévia todos os acessos sem fio a rede mundial de computadores da secretaria municipal de Educação e das escolas municipais de Altaneira foram cortados para os professores e servidores municipais na manhã de ontem (24/10).

A utilização do chamado “Wi-Fi” era livre aos profissionais e servidores, mas até os computadores móveis da secretaria estão conectados a rede via cabo.

Comenta-se nos corredores das escolas que o corte do acesso a rede se deu em virtude das fortes críticas dirigidas ao prefeito Dariomar Rodrigues (PT) por recursar-se a ratear os valores do Precatório do Fundef com os profissionais do Magistério.

Professores criaram grupos de WhatsApp compartilhavam informações sobre os municípios da região que ratearam os recursos, elogiavam os prefeitos daqueles municípios e criticavam o prefeito de Altaneira. As críticas também eram publicadas na rede social Facebook.

Após a repercussão negativa do corte na Educação o acesso a rede também foi determinado as demais secretarias municipais na tentativa de desvincular a decisão da atual crise que passa a educação altaneirense.

Na última quarta-feira (24/10) os professores lotaram a Câmara Municipal e conseguiram apoio de todos os parlamentares para rateio do Precatório do Fundef, como já foi feito em quase todos os municípios da região. Em Altaneira o caso foi judicializado, uma vez que o prefeito Dariomar não aceita entregar os recursos aos professores.

A presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira, Lúcia Lucena e os diretores da entidade, não costumam se manifestar sobre as decisões dos gestores municipais que atingem os servidores municipais.

Até o fechamento desta postagem nenhuma nota foi publicada sobre o assunto no portal oficial do Governo Municipal.