23 de setembro de 2014

Presidente do SINSEMA convoca Assembleia irregular e não divulga o resultado

A presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Altaneira (SINSEMA), professora Maria Lucia de Lucena, baixou Edital de convocação da Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada ontem (22/09), mas não divulgou as decisões adotadas.

Constava como pauta do dia a discussão sobre o art. 48 do Estatuto Social da entidade. O referido dispositivo enumera em seus nove incisos os impedimentos do associado para ser candidato. 

A convocação não deixa claro se existe propostas para alterar algum impedimento ou se trata apenas de esclarecimentos aos associados, mas uma irregularidade já está comprovada, pois a presidente não obedeceu o prazo estatutário para convocação da Assembleia.

O art. 32 do Estatuto da entidade estabelece que as assembleias gerais extraordinárias convocadas pela Diretoria Executiva, obedecerão ao intervalo mínimo de cinco dias entre a convocação e sua instalação. O edital está assinado com data de 20 de setembro de 2014.

A diretoria da entidade e a Comissão Eleitoral não se pronunciaram sobre as irregularidades apontadas no Edital de Convocação das Eleições, mas divulgou mais um comunicado de renúncia de membro da Comissão Eleitoral:

“Na assembleia instalada na data de hoje, o servidor e sócio Isidório Gonçalves Soares, entregou carta de renúncia, a presidente, à secretaria da Comissão Eleitoral deste Sindicato, sendo substituído pela sócia Flávia Cícera de Oliveira, sendo aceita esta substituição por unanimidade” diz o comunicado.


A nomeação de Isidório foi criticada pelo ex-presidente do SINSEMA, Antonio Pereira da Silva, uma vez que o mesmo é servidor estadual. Já haviam renunciado seus cargos na referida comissão os associados Antonio Cláudio Gonçalves dos Santos e Antonio Dantas de Sousa. Francisco Gutemberg Estevão assumiu a presidência da Comissão.

De forma irregular a diretoria tentou vender a sede própria da entidade, mas ainda não apareceu comprador interessado.