15 de junho de 2017

Tasso diz que PSDB não votou para ficar no governo até o fim

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissatti defendeu desligamento do Governo (Foto: Givaldo Barbosa)
Em entrevista ao jornal O Globo, o senador e presidente interino do PSDB Tasso Jereissati (CE) disse que houve mudança de discurso pouco antes da reunião ampliada da Executiva do partido na última segunda-feira. Ele afirmou ainda que ninguém votou para ficar no governo até o fim.

“Em nenhum momento pedimos o impeachment de Temer ou Diretas Já. O que pregamos é ficarmos mais desligados do governo do toma lá da cá, do fisiologismo”, afirma.

Tasso era a favor do desembarque do governo de Michel Temer (PMDB) com entrega de cargos, mas continuando a dar apoio para aprovar reformas.

O senador disse que o momento agora é de o partido se renovar e, ao menos, tempo voltar ao seu lema de origem: “Longe das benesses do poder e perto das ruas”.

Tasso condenou a prisão da irmã do presidente afastado do partido, Aécio Neves, classificando o fato como “violência”. Ele se disse ainda mais chocado com as delações da JBS que da Odebrecht, mas que há abusos do Judiciário e Ministério Público na Lava Jato.

Com informações O Povo Online